'Se não houver negociação, não vai ter eleição'

Em manifestação na tarde de ontem em frente à sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da capital, servidores do Poder Judiciário ameaçaram atrapalhar as eleições de outubro caso a presidente Dilma Rousseff não atenda às suas reivindicações. A intenção dos grevistas é parar o funcionamento do TRE em São Paulo e em outros Estados para forçar a retomada do diálogo com o governo federal. "Se não houver negociação, não vai ter eleição", disse o coordenador-geral do Sindicato de Trabalhadores do Judiciário Federal (Sintrajud), Adilson Rodrigues. Os servidores estão em greve há uma semana para pressionar a inclusão de um reajuste salarial para a categoria na proposta orçamentária a ser enviada ao Congresso até o dia 31 deste mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.