Reprodução
Reprodução

Russomanno e Covas duelam no rádio com paródia de narração de futebol e mesa redonda

Após candidato do Republicanos 'fazer tabelinha' com Bolsonaro, tucano ironiza 'time russo'

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de outubro de 2020 | 13h14

Dois primeiros colocados na última pesquisa Ibope/TV Globo/Estadão para a Prefeitura de São Paulo, os candidatos Celso Russomanno (Republicanos) e Bruno Covas (PSDB) têm recorrido a paródias ligadas ao futebol no horário eleitoral gratuito do rádio. Eles têm, respectivamente, 25% e 22% das intenções de voto, de acordo como levantamento divulgado na última quinta-feira. Como a margem de erro é de três pontos porcentuais, para mais ou para menos, estão tecnicamente empatados. 

Desde sábado, a equipe de Russomanno veicula um comercial em que um narrador apresenta o candidato como CR10 - uma referência indireta a CR7, apelido do jogador português Cristiano Ronaldo, que já havia sido usada na corrida eleitoral de 2016. O texto cita "uma tabelinha com o presidente Bolsonaro", que, "com o auxílio emergencial, dá um belo passe para Russomanno".

Para Entender

Quem é Celso Russomanno? Conheça o candidato do Republicanos à Prefeitura de São Paulo

Alinhado a Bolsonaro, deputado federal por seis mandatos ganhou notoriedade na TV por defender direito do consumidor e tenta, pela terceira vez, se eleger como prefeito da capital

Nesta terça-feira, 19, o programa de Covas reagiu à propaganda do concorrente. O comercial apresenta uma mesa redonda. O apresentador pergunta aos participantes: "O candidato do time russo declara que pobre não pega covid. O que vocês acham?" Um dos participantes responde que é caso de dar cartão vermelho. Depois, diz que é caso de rebaixamento o fato de o "time russo" ter apoiado Dilma Rousseff (PT)  e agora fazer "tabelinha com Bolsonaro".

Para Entender

Quem é Bruno Covas? Conheça o prefeito de São Paulo em busca da reeleição

Tucano apoiado por coligação de dez partidos, neto do ex-governador Mário Covas é um dos candidatos nas eleições 2020

Explorar a relação com o presidente da República tem sido uma constante na campanha do candidato Republicanos. Ao participar de sabatina no Estadão, Russomanno citou diversas vezes a relação de "amizade" com Bolsonaro. Ele também costuma falar com frequência, em entrevistas e no horário eleitoral, da visita que fez ao presidente no hospital. 

No seu canal do YouTube, Russomanno publicou um vídeo com a narração cobrindo imagens de um jogo da seleção brasileira de futebol, mas com os rostos de Bolsonaro e Russomanno. Os adversários têm as cabeças de Covas e João Doria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.