JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Russomanno lidera em SP e venceria todos os candidatos no 2º turno, diz Ibope

O candidato do PRB teria 29% das intenções de votos no primeiro turno e de até 59% no segundo; outros quatro candidatos continuam empatados dentro da margem de erro: Marta (PMDB), com 10%, Erundina (PSOL) com 8%, Haddad (PT), com 7%, e Doria (PSDB) com 7%

Valmar Hupsel Filho, O Estado de S. Paulo

29 de julho de 2016 | 12h54

A segunda pesquisa Ibope de intenções de votos para a Prefeitura de São Paulo, divulgada nesta sexta-feira, 29, aponta o deputado Celso Russomanno (PRB) na liderança com 29%. Ele ainda venceria todos os outros candidatos em um segundo turno. Todos os candidatos tiveram oscilação dentro da margem de erro na comparação com a aferição feita pelo mesmo instituto em junho. 

No primeiro turno Russomanno é seguido por quatro candidatos que seguem empatados dentro da margem de erro de quatro pontos porcentuais da pesquisa. A Marta Suplicy (PMDB) está numericamente em segundo, com 10%, seguida da deputada Luiza Erundina (PSOL) com 8%, o prefeito e candidato à reeleição, Fernando Haddad (PT), com 7%, e o empresário João Doria (PSDB) com 7%. Os brancos e nulos são 18% e 4% não responderam.

O Ibope ouviu 602 pessoas entre os dias 23 a 26 de agosto. As entrevistas foram realizadas antes da desistência Andrea Matarazzo (PSD), que anunciou na terça-feira, 26, que vai concorrer como vice de Marta. O vereador aparece na pesquisa com 5% das intenções de votos. 

O pastor Marco Feliciano (PSC), com 3%, delegado Olim (PP) e Levy Fidelix (PRTB), ambos com 2%, também aparecem na pesquisa, mas não devem concorrer. Roberto Trípoli (PV), Major Olímpio (SD), Laércio Benko (PHS) Marlene Campos Machado (PTB), João Bico (PSDC) e Denise Abreu (PMB) têm 1%. Ricardo Young (Rede) não pontuou.

Na pesquisa espontânea, quando a pergunta sobre intenção de voto não apresenta os nomes dos possíveis candidatos, 43% dos entrevistados afirmaram não saber em quem votariam. Os que disseram votar em branco o nulo foram 27%. Entre os principais candidatos, Russomanno ficou com 10%, Haddad com 5% e Doria com 3%. Marta e Erundina empataram em 2% e 4% não responderam.

Em um eventual cenário sem Russomanno, Marta tomaria a dianteira com 18%, seguida de Erundina (12%), Hadddad (9%) e Doria (8%). O candidato do PRB corre risco de não concorrer à prefeitura caso o Supremo Tribunal Federal ratifique sua condenação em primeira instância, por peculato. 

Segundo turno. Em um eventual segundo turno, Russomanno venceria contra todos os adversários. A disputa direta mais acirrada seria com Marta (52% a 27%) e Erundina (54% a 25%). Contra Haddad, o candidato do PRB venceria por 59% a 17%, e com Doria o placar ficaria em 57% a 17%.

Rejeição. O prefeito Fernando Haddad é o candidato com maior índice de rejeição, de 43%, seguido por Marta, com 36%. Erundina tem 28%, Russomanno registra 17%, e Doria,13%. Entre os entrevistados, 5% não quiseram responder e 1% disseram que votariam em qualquer um dos nomes apresentados.

O Ibope aferiu ainda a avaliação dos entrevistados em relação à administração municipal. A gestão do prefeito Fernando Haddad é vista como ruim ou péssima por 53% dos entrevistados, enquanto 33% avaliam como regular e outros 13% consideram boa ou ótima.

Os entrevistados também foram questionados quem foi o melhor prefeito entre os mandatos já concluídos. Neste quesito, Marta Suplicy aparece em primeiro, com 25%, seguida de Paulo Maluf (18%, José Serra (17%), Erundina (13%) e Jânio Quadros (12%). 

Contratada pelo SETCESP - Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de São Paulo e Região - a pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral com número SP-07058/2016. O grau de confiança é de 95%. 

Pesquisas anteriores. Os números divulgados nesta sexta mostram uma oscilação, dentro da margem de erro, de todos os ínices em comparação com a pesquisa Ibope divulgada em 21 de junho. Na primeira pesquisa, Russomanno com 26% das intenções de voto, num cenário de segundo lugar indefinido. Numericamente à frente aparecia Marta, com 10%, seguida de perto por Erundina, com 8%. Haddad estava com 7%, Doria com 6% e Matarazzo com 4%. 

Na pesquisa Datafolha divulgada no dia 15 de junho, Russomanno tinha 25%, Marta registrava 16% e Erundina 10%. Fernando Haddad aparecia com 8% e Doria com 6%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.