Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Russomanno cogita não participar de debate em apoio a Erundina

Apontando injustiça e "preconceito", candidato do PRB à Prefeitura de SP disse que pode ficar do lado de fora de emissora de TV no debate do dia 22

Gilberto Amendola, São Paulo

20 Agosto 2016 | 12h33

O candidato à Prefeitura de São Paulo Celso Russomanno (PRB) afirmou que cogita não participar do debate da próxima segunda-feira, 22, promovido pela Rede Bandeirantes. O motivo seria o impedimento da participação da candidata do PSOL, Luiza Erundina. "Isso não é justo e parece até preconceito contra mulher, uma senhora". 

Em visita ao centro comercial da comunidade de Heliópolis, Russomanno disse que "não estão querendo tirá-la do debate, mas da disputa". "Ela (Erundina) está bem nas pesquisas, não é justo". O candidato cogita ficar do lado de fora da emissora ao lado de Erundina enquanto o debate estiver acontecendo.

Erundina não participará do debate porque o PSOL não tem uma bancada com o tamanho mínimo exigido pela lei. A candidata entrou na Justiça contra a definição, mas seu pedido foi negado.

Durante o evento de campanha, Russomanno também falou sobre seus planos na área da saúde. Ele disse que, se eleito, pretende equiparar o salário do médico que trabalha em UBS com os da iniciativa privada. "Vamos pagar o valor de mercado. O dinheiro virá da economia que iremos fazer apostando em gestão. Com menos gastos em emergência e UTI, podemos pagar melhor os médicos. "

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.