Facebook Romeu Zema/Reprodução
Facebook Romeu Zema/Reprodução

Romeu Zema é punido pelo TRE por fazer propaganda irregular em lojas 

Grupo Zema, da família do candidato do Novo ao governo de Minas, usou imagens dele com dimensões maiores que o permitido pela Justiça Eleitoral nos estabelecimentos

Jonathas Cotrim , O Estado de S.Paulo

11 Outubro 2018 | 20h09

BELO HORIZONTE - O candidato do partido Novo ao governo de Minas Gerais nas eleições 2018, Romeu Zema, foi punido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) por fazer propaganda irregular nas lojas do Grupo Zema, do qual é proprietário, ao colocar imagens dele em avatares e nos caminhões da empresa.

Essa foi a primeira ação de propaganda irregular no segundo turno da disputa em Minas Gerais e foi movida pelo adversário de Zema no segundo turno, Antonio Anastasia, candidato do PSDB. A juíza auxiliar do TRE, Claudia Aparecida Coimbra Alves, atendeu parcialmente ao pedido do senador e pediu a retirada “imediata” das imagens, sob pena de multa de R$ 50 mil por dia de descumprimento.

Foram três os pedidos de suspensão apresentados por Anastasia. A imagem de Zema aparece em caminhões do Grupo Zema, com dimensões que extrapolariam o permitido para divulgação da campanha em outdoors. “(As imagens) denotam possível efeito outdoor ambulante, dado o impacto visual, cuja utilização é, em tese, vedada pela legislação eleitoral”, disse a juíza, na decisão do TRE. 

Além disso, Romeu Zema estaria em imagens em avatares colocados nas lojas do Grupo. De acordo com o tribunal, a prática seria propaganda irregular, pois “a loja, embora de natureza particular, é considerada bem de uso comum.”

A assessoria de imprensa do empresário afirmou que não foi notificada da decisão. Por meio de nota, Anastasia disse que Zema “afronta a legislação eleitoral” e comemorou a decisão. “Revela ainda que o candidato tenta enganar os mineiros e a Justiça Eleitoral dizendo que no primeiro turno gastou menos que outros candidatos”, disse o candidato na nota. 

Apesar da punição à Romeu Zema, a campanha de Anastasia ainda reclamou ao TRE de que o candidato estaria fazendo propaganda irregular ao patrocinar um programa de televisão na cidade de Araxá, na região do Alto Paranaíba. Sobre isso, a juíza do TRE declarou que irá aguardar manifestação da defesa do candidato do Novo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.