Roberto Requião vota e critica o governador reeleito, Beto Richa

Segundo o senador do PMDB, que foi derrotado na disputa pelo governo do Paraná pelo tucano, o Estado está 'dilapidado' 

Julio Cesar Lima, Especial para o Estado

26 de outubro de 2014 | 15h50

CURITIBA  - O senador Roberto Requião (PMDB) não poupou críticas ao governador reeleito do Paraná, Beto Richa (PSDB), durante a manhã deste domingo, 26, quando esteve na Escola Julia Vanderlei, em Curitiba. Segundo ele, o Paraná está sendo "dilapidado". 

"Voltarei ao Senado, vou continuar fiscalizando o Paraná, o Estado está sendo dilapidado", afirmou, após votar, acompanhado da mulher, Maristela e do filho, Maurício, recém-eleito deputado estadual.

As críticas, porém, também atingiram a imprensa. "Nessas eleições aconteceram três intervenções indevidas da mídia nas eleições", comentou.

Em sua opinião, tanto a Companhia Paranaense de Energia (Copel) quanto a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), responsáveis pela energia elétrica e o fornecimento de água e saneamento, respectivamente, estão sendo mal geridas.

"A Sanepar está fazendo investimento em letras para pagar despesas, o Paraná está sendo dilapidado e eu vou continuar a atuar como um fiscal", afirmou à imprensa.

O governador Beto Richa rebateu a acusação e disse que o senador "sempre foi contra o Paraná". "Sempre ficou na resistência contra o Paraná e os paranaenses, tanto que foi desmascarado na Rede Globo quando disse que não tinha votado contra nenhum empréstimo ao Estado", afirmou. "Votou, sim, e continua esperneando, só posso definir o senador com aquela frase 'jus espernianti', ele tem o seu direito", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesRoberto RequiãoParaná

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.