Rio estende Lei da Ficha Limpa para serviço público

A Assembleia do Rio aprovou por unanimidade, ontem, proposta de emenda constitucional que impede a nomeação de pessoas consideradas inelegíveis, segundo a Lei da Ficha Limpa, para cargos do alto escalão estadual do Legislativo, Executivo e Judiciário.

O Estado de S.Paulo

23 Novembro 2011 | 03h03

Pelo projeto, cargos de secretário de Estado, procurador-geral do Estado e de Justiça, defensores públicos, diretores de agências reguladoras e chefes e delegados de polícia não poderão ser preenchidos por quem tenha sido condenado em definitivo.

A emenda é dos deputados Comte Bittencourt (PPS), Luiz Paulo (PSDB) e Robson Leite (PT) e não precisa de sanção do governador Sérgio Cabral. Ela será promulgada pelo presidente da Assembleia, Paulo Melo (PMDB), e publicada no Diário Oficial do Legislativo de hoje. / FÁBIO GRELLET

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.