Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Réu no processo, deputado petista nega mensalão

Às vésperas do julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), um dos réus no processo, disse que o maior escândalo do governo Luiz Inácio Lula da Silva foi um erro cometido e já corrigido pelo PT.

O Estado de S.Paulo

03 de maio de 2012 | 03h07

Em entrevista ao site Consultor Jurídico, o deputado alegou que o que houve foi "financiamento irregular de campanha" do PT e seus aliados. E, no seu entender, o processo no qual é réu é uma questão para o Código Eleitoral, enquanto o esquema envolvendo o contraventor Carlinhos Cachoeira e políticos como o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) se enquadra no Código Penal.

"Não tem nenhuma prova do mensalão" , afirmou o deputado, para quem o PT cresceu com o episódio e se corrigiu. "Podemos ter errado em uma época, mas não podemos continuar no caminho errado. O problema seria permanecer no caminho errado." / DAIENE CARDOSO

Tudo o que sabemos sobre:
Mensalão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.