Retorno político de qualificação de mão de obra é incerto

Os programas do governo para a qualificação profissional dos beneficiários do Bolsa Família constituem uma boa política pública, segundo o pesquisador Cesar Zucco. Podem ajudar o País a resolver um de seus principais desafios na área do trabalho, que é tornar a mão de obra mais produtiva. "É um tipo de política que pode dar mais resultados a longo prazo do que a transferência direta de dinheiro", observa.

O Estado de S.Paulo

02 Junho 2013 | 02h07

Em termos eleitorais, porém, o resultado dessa política é incerto. "Existem ações que podem ser consideradas superiores em relação ao que está sendo feito hoje. O que não se sabe é se vão gerar mais votos. Sob esse ponto de vista, o Bolsa Família foi muito eficiente", diz. / R.A.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.