DOUGLAS MAGNO / AFP
DOUGLAS MAGNO / AFP

Resumo das Eleições 2018: Haddad tenta frear Bolsonaro no Nordeste e Ciro confia em virada

Bolsonaro é o mais citado nas redes, Alckmin nega traição de Doria e cresce número de pesquisas sobre ‘em quem votar’ no Google; veja destaques desta sexta-feira

Igor Moraes, O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2018 | 18h47

De segunda a sexta, o Estado publicará resumos com as principais notícias sobre as campanhas e o dia dos candidatos nas eleições 2018.

Confira abaixo os destaques desta sexta-feira, 5:

Haddad muda agenda contra Bolsonaro no Nordeste

A campanha de Fernando Haddad (PT) decidiu aproveitar a reta final para o primeiro turno das eleições 2018 e marcou, de última hora, uma caminhada em Feira de Santana (BA) para a manhã deste sábado, 6. Na oportunidade, o presidenciável petista estará ao lado do ex-ministro Jaques Wagner (PT) e do governador Rui Costa (PT), favorito para garantir a reeleição no Estado.

O objetivo do evento é tentar frear o avanço de Jair Bolsonaro (PSL) sobre o eleitorado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Nordeste.

Haddad quer debater “frente a frente” com Bolsonaro

Durante agenda de campanha em Belo Horizonte (MG) nesta sexta, 5, Haddad afirmou que Bolsonaro se esconde nas redes sociais e que espera que o oponente debata “frente a frente” no segundo turno.

Ao lado do governador e candidato a reeleição Fernando Pimentel (MG) e da presidente cassada Dilma Rousseff (PT), o ex-prefeito de São Paulo foi recebido pela militância aos gritos de “eu acredito” na capital mineira.

Bolsonaro mais citado do que todos juntos

Um levantamento a partir de 34 milhões de postagens em redes sociais, blogs e fóruns da internet identificou que Bolsonaro foi citado em 51% deste conteúdo – mais que a soma de todos os seus adversários. Clique aqui para saber mais.

Informações falsas e de baixa qualidade

Outro estudo publicado pelo Estado nesta sexta, 5, identificou ainda que  que os apoiadores do candidato do PSL são os que compartilham o maior número de fontes de informação falsa ou de baixa qualidade relacionadas às eleições no Twitter.

Alckmin minimiza apoio de tucanos para outros candidatos

Em campanha no Rio de Janeiro nesta sexta, 5, Geraldo Alckmin minimizou o fato de integrantes de seu partido declararem apoio a outro presidenciável antes do primeiro turno das eleições 2018.

"As manifestações são normais, eu também recebi nessa semana (apoio de) dois governadores que não são do meu partido", disse o candidato tucano, numa referência aos governadores de Santa Catarina, Eduardo Moreira, e do Espírito Santo, Paulo Hartung, ambos do MDB

Alckmin nega traição de Doria

O ex-governador de São Paulo também fez campanha na capital paulista nesta sexta-feira, 5. Em um dos últimos atos antes do primeiro turno, Alckmin negou ter sido traído por João Doria e disse esperar avançar para o segundo turno das eleições 2018. Assista vídeo do Carrapato Estadão:


Ciro: virada é completamente provável

Ciro Gomes (PDT) também está otimista sobre a possibilidade de avançar para o segundo turno. Nesta sexta, o candidato declarou que “a virada é completamente provável”.

O ex-governador do Ceará, terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto para o Planalto, disse ainda que Fernando Haddad “não tem energia e autoridade” para vencer Bolsonaro.

“Em quem votar”: cresce número de buscas no Google

A dois dias do primeiro turno das eleições 2018, o termo “em quem votar” segue crescendo nas buscas no Google. Na comparação com a última semana, o interesse dos usuários brasileiros mais que dobrou na reta final para o pleito.

Os números mais altos foram registrados na quinta-feira, 4, às 20 horas, horário de divulgação do mais recente levantamento de intenções de voto do Instituto Datafolha, e nesta sexta-feira, 5, à 1 hora, cerca de 15 minutos após o fim do debate da Globo com os candidatos a presidente da República.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.