Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Resumo das Eleições 2018: Goldman votará em Haddad e TSE suspende Ustra de campanha do PT

Candidato petista quer ser entrevistado pela Globo, Financial Times analisa eventual vitória de Bolsonaro e as propostas dos presidenciáveis sobre impostos; veja destaques desta quarta

O Estado de S.Paulo

24 de outubro de 2018 | 19h29

De segunda a sexta, o Estado publicará resumos com as principais notícias sobre as campanhas e o dia dos candidatos nas eleições 2018.

Confira abaixo os destaques desta quarta-feira, 23:

Alberto Goldman, ex-presidente do PSDB, diz que votará em Haddad

O ex-presidente do PSDB Alberto Goldman publicou um vídeo em suas redes sociais em que afirma votar no petista Fernando Haddad no segundo turno das eleições 2018. Para o tucano, que sempre foi crítico ao PT, Jair Bolsonaro (PSL) “passou dos limites aceitáveis no último domingo”.

Haddad pede ao TSE que Globo faça entrevista no lugar de debate

pós o candidato Jair Bolsonaro (PSL) cancelar sua ida ao debate da Rede Globo na próxima sexta-feira, 26, Fernando Haddad pediu que ao TSE que a emissora fizesse uma entrevista com ele, no horário reservado para o debate.

'Chamaram nossos apoiadores de nazistas e vai ficar por isso mesmo?', diz Bolsonaro

 candidato Jair Bolsonaro (PSL) criticou o PT no Twitter na tarde desta quarta-feira (24) após a polícia gaúcha concluir que havia  indícios de autolesão em uma suástica feita em corpo de jovem. Bolsonaro disse que “Sem mentir, o PT não existe” e chamou os membros do partido de “canalhas” e “vagabundas”.

Bolsonaro publicou também uma postagem em que Haddad acusava seus eleitores de terem feito a suástica com canivete.

Quais são as propostas de Bolsonaro e Haddad para os impostos?

O Estado preparou uma comparação entre as propostas de Bolsonaro e Haddad sobre o tema impostos. Para Bolsonaro, é importante reduzir a carga tributária conforme investe-se em desburocratização e privatizações.

Para Haddad, é preciso cobrar impostos dos mais ricos.

TSE suspende imagem de Ustra na campanha de Haddad

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luis Felipe Salomão atendeu a um pedido da campanha de Jair Bolsonaro e suspendeu a veiculação de uma inserção do candidato Fernando Haddad (PT) sobre a ditadura militar e o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, nesta quarta-feira, 24.

Jornal Financial Times faz análise sobre possível vitória de Bolsonaro

O jornal britânico Financial Times publicou uma análise nesta quarta-feira, 24, em que discute se a vitória de Jair Bolsonaro colocaria em risco a democracia no Brasil.

No texto, o jornal diz que a maioria dos eleitores parece não se importar com as apologia de Bolsonaro à ditadura militar, à tortura e com os comentários depreciativos sobre homossexuais, negros e mulheres.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.