Jorge Bernardi / Rede
Jorge Bernardi / Rede

Rede confirma ex-vereador de Curitiba Jorge Bernardi como candidato ao governo do Paraná

Partido terá como aliados PPL e DC na corrida pela chefia do Palácio Iguaçu nas eleições de 2018

Katna Baran, O Estado de S.Paulo

30 Julho 2018 | 16h47

CURITIBA - Em convenção realizada no domingo, 29, em Curitiba, a Rede confirmou o nome do ex-vereador de Curitiba Jorge Bernardi como candidato ao governo do Paraná pelo partido. Ele terá como vice o ex-presidente da OAB de Cascavel Juliano Murbach (PPL). A convenção foi realizada em conjunto com a do partido Democracia Cristã (DC), que também faz parte da coligação.

Como candidatos ao Senado, as siglas definiram o ex-vice-governador Flavio Arns (Rede), que terá como suplentes Vilson Basso, de Cascavel, e Flavio Vicente, de Maringá. Para a segunda vaga de senador, foi escolhido o advogado e professor Luiz Adão Marques (DC) e como suplentes a vereadora de Curitiba Fabiane Rosa (DC) e o ex-vice-prefeito de Siqueira Campos Osmar Galvão (Rede). Rede, PPL e DC também vão se coligar nas eleições proporcionais.

Em entrevista ao Estado, Bernardi declarou que sua candidatura é “para valer” e não apenas para formar palanque para a presidenciável Marina Silva, do seu partido. “Me sinto preparado para a função, já formei 22 mil gestores públicos pelo Brasil. Disputei 15 eleições e não esperava que as pessoas se empolgassem tanto com a minha candidatura”, disse.

O ex-vereador disse ainda que seu primeiro ato à frente do governo é fazer uma auditoria completa das contas do Paraná e que terá como prioridade a criação de um plano estratégico de desenvolvimento do Estado para os próximos 20 anos. “Temos regiões reprimidas economicamente há 30 anos, que continuam sendo. Vamos instituir regiões metropolitanas para alavancar o desenvolvimento dessas regiões”, declarou.

Jorge Bernardi nasceu em Santa Catarina, é advogado, professor universitário e doutor em gestão pública. Foi vereador de Curitiba por seis mandatos e presidente da Câmara Municipal da capital paranaense. Também já chefiou a Secretaria Municipal do Trabalho e Emprego curitibana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.