Divulgação
Divulgação

Veja quem são os candidatos a prefeito em Guarulhos nas eleições 2020

Doze candidaturas foram confirmadas para as eleições municipais na cidade da Grande São Paulo; conheça a lista completa

Mílibi Arruda, especial para o Estado

29 de setembro de 2020 | 20h32
Atualizado 30 de setembro de 2020 | 21h09

Para as eleições 2020, 12 candidaturas foram inscritas no Tribunal Superior Eleitoral para a prefeitura de Guarulhos. O primeiro turno de votação ocorre no dia 15 de novembro.

O atual prefeito, Gustavo Henric Costa - conhecido como Guti - tentará a reeleição. O candidato trocou de partido, do PSB para o PSD, e é apoiado pelas duas siglas e outras sete: Republicanos, MDB, PTC, PSC, Podemos, Patriota e Cidadania. A coligação é a maior entre as candidaturas.

Quando foi eleito em 2016, o mandatário quebrou 16 anos de permanência do PT no Executivo Municipal, usando o antipetismo como uma de suas bandeiras. Neste pleito, seu vice, Alexandre Zeitune (Rede), rompeu com o governo para apoiar o candidato petista, Elói Pietá

Apoiado pela Rede e pelo Solidariedade, Pietá tenta voltar à prefeitura da cidade que governou por dois mandatos, de 2000 a 2008. Reeleito em primeiro turno em 2004, o candidato ficou em terceiro lugar na última eleição municipal.

Lançada pelo PSDB, a empresária e dentista Francislene Corrêa - conhecida por Fran Corrêa - é apoiada por outros seis partidos. Fran é casada com o deputado federal Eli Corrêa Filho, que perdeu a prefeitura para Guti em segundo turno nas eleições 2016.

Para Entender

Veja quem são os candidatos a prefeito de São Paulo nas eleições 2020

Conheça todos os nomes na corrida eleitoral pela Prefeitura de São Paulo, capital paulista

Apesar de ter sua candidatura registrada no TSE, o deputado estadual Márcio Nakashima (PDT) renunciou à disputa. A professora Sandra Santos foi escolhida, então, como candidata do PDT. 

Também foram formalizadas as candidaturas de Adriana Afonso (PL), Eduardo Barreto (PROS), Jovino Cândido (PV), Néfi Tales Filho (PSL), Professor Auriel (PCdoB), Rodrigo Tavares (PRTB), Simone Carleto (PSOL) e Wagner Freitas (PTB).

Confira abaixo quem são os candidatos a prefeito de Guarulhos nas eleições 2020:

Adriana Afonso (PL)

A bióloga e empresária Adriana Afonso é a candidata à prefeitura de Guarulhos pelo PL, com apoio do PMB. O coronel da Polícia Militar Flammarion Ruiz compõe a chapa como vice. Segundo Adriana, a indicação do militar para a candidatura foi feita por Renato Bolsonaro, irmão do presidente Jair Bolsonaro. Renato participou da cerimônia de oficialização da candidatura.

Adriana foi eleita vereadora de Guarulhos em 2000 e conseguiu a reeleição na legislatura seguinte, em 2004.  Em 2008, tentou pelo chegar ao Executivo municipal pelo então PMDB - hoje MDB - mas não foi para o segundo turno. Em 2018, tentou o cargo de deputada estadual pelo PR, mas não foi eleita, obtendo cerca de 10,5 votos válidos.

Eduardo Barreto (PROS)

Pelo Pros, o candidato a tentar a disputa para prefeito de Guarulhos é o vereador Eduardo Barreto. Como vice, o advogado Roberto Sbaraglio - também do partido - compõe a chapa.

O ex-soldado da Polícia Militar de 39 anos  está em seu segundo mandato consecutivo na Câmara Municipal. Barreto deixou o PCdoB no começo deste ano para se filiar ao PROS.

Para Entender

Entenda o que muda nas eleições 2020 por causa da pandemia

Fim das coligações para vereadores e criminalização de fake news estão entre as principais novidades dos pleitos municipais deste ano

Elói Pietá (PT)

O professor e advogado Elói Pietá é o candidato do PT para a prefeitura da cidade da Grande São Paulo. Do Solidariedade, a professora Adê Rocha é a vice na chapa.

Pietá já foi prefeito de Guarulhos por dois mandatos - foi eleito pela primeira vez em 2000, quando venceu a disputa contra Jovino Cândido em segundo turno. Em 2004, foi reeleito em primeiro turno.  Antes, foi vereador da cidade, de 1983 a 1990. Entre 1990 e 2002,  exerceu o cargo de deputado estadual na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). 

O petista tentou retornar à prefeitura guarulhense em 2016, mas ficou em terceiro lugar na disputa que elegeu o atual prefeito, Guti (PSB). Em 2018, perdeu disputa interna do PT para escolha do candidato ao Governo de São Paulo. Luiz Marinho foi o candidato escolhido. No mesmo ano, tentou se eleger como deputado federal, mas não conseguiu, obtendo cerca de 60 mil votos.

A candidatura também é apoiada pela Rede Sustentabilidade. Do partido, o atual vice-prefeito, Alexandre Zeitune, rompeu com o governo para prestar apoio a Pietá.

Fran Corrêa (PSDB)

A empresária e dentista Francislene Assis de Almeida Corrêa - conhecida como Fran Corrêa - é a candidata do PSDB à prefeitura de Guarulhos. Do DEM, o médico José Carlos Maruoka é o vice na chapa. Além dos dois partidos, a candidatura conta com aliança do PMN, DC, Avante, PP e PSL.

Herdeira de empreendimentos imobiliários do pai, Francislene é sócia das empresas Fran Empreendimentos e Quadra de Ás. Em 2016, a Justiça determinou o bloqueio de R$ 31,5 milhões das contas bancárias da empresária e da Quadra de Ás por não terem devolvido dinheiro depositado em juízo num processo de desapropriação de terreno para a construção de trecho do Rodoanel. A acusação era de superfaturamento no valor da área.

Segundo a equipe da candidata, a Quadra de Ás e a empresária devolveram ao Estado R$ 10 milhões em espécie e deram outra propriedade da empresa como garantia, ultrapassando os R$31,5 milhões bloqueados anteriormente. Ainda de acordo com a assessoria de Fran, um laudo mais recente da Justiça apontou que o preço inicial do terreno estava correto. Portanto, caso não hajam novas decisões, a esfera estadual que deverá pagar à empresa e à candidata.

A empresária é casada com o radialista e deputado federal Eli Corrêa Filho (DEM-SP), que exerce o cargo desde 2011. Corrêa Filho tentou se eleger prefeito de Guarulhos em 2016, mas perdeu em segundo turno para Guti.

Guti (PSD)

Pelo PSD, o atual prefeito Gustavo Henric Costa, conhecido como Guti, tenta a reeleição. Hoje com 36 anos, o candidato se tornou o prefeito mais jovem de Guarulhos em 2016. Do Republicanos, o vereador Professor Jesus compõe a chapa como vice. Alexandre Zeitune, o vice atual, rompeu com o governo para apoiar o petista Elói Pietá. A candidatura de Guti também é apoiada por PSB, MDB, PTC, PSC, Podemos, Patriota e Cidadania.

Guti é formado em Direito pela FAAP. Em 2008, aos 23 anos, foi eleito vereador pelo PV, se tornando o mais jovem a atingir o cargo na cidade. Foi reeleito pelo mesmo partido em 2012. Em 2014, tentou cargo de deputado federal, mas não se elegeu. Em 2016, então filiado ao PSB, ganhou em segundo turno do deputado federal Eli Corrêa Filho para prefeito da cidade, com 83,5% dos votos.

Em 2018, o empresário Décio Pompeu Júnior, que administrava o portal noticioso GuarulhosWeb, admitiu a prática de caixa dois em benefício da campanha de Guti para prefeitura. O caso foi revelado pelo Estadão. Pompeo afirmou ao Ministério Público ter feito parte de suposta negociação para receber ‘por fora’ pela contratação e divulgação de duas pesquisas eleitorais durante o segundo turno. O prefeito negou as acusações.

Jovino Cândido (PV)

O servidor público Jovino Cândido é a escolha do PV para disputar a prefeitura da cidade. Nas eleições 2020, Cândido tenta chegar ao Executivo municipal pela quinta vez. Sua vice na chapa é a pastora Arlete Ribeiro.

O candidato comandou a prefeitura de 1998 a 2000 quando o prefeito Néfi Tales, de quem era vice, teve o mandato cassado. No início da gestão de Tales, foi também secretário de Esporte. 

Tentou voltar à posição em 2000, 2004, 2008 e 2012. Nas duas primeiras eleições, ficou em segundo lugar. Nos pleitos seguintes, ficou em terceiro e quarto, respectivamente. Em 2016, compôs a chapa de Miguel Martello (PSD) como vice, mas a candidatura ficou em quinta colocação, com 5,47% dos votos válidos. Foi eleito deputado federal de São Paulo em 2002. Em 2006, não conseguiu reeleição. 

Para Entender

Calendário Estadão

As datas, definições partidárias, candidaturas e a cobertura especial do jornal das campanhas pelo País e nos Estados Unidos

Néfi Tales Filho (PSL)

Pelo PSL, o candidato a prefeito de Guarulhos é Néfi Tales. Filho do ex-prefeito da cidade e ex-deputado estadual homônimo, Néfi tem 60 anos e é funcionário público concursado.

Em 1989, foi secretário de Obras adjunto no município. Em 1992 e 1996, foi eleito vereador suplente pelo extinto PST. Chegou a assumir como titular em 1997, mas deixou o cargo para comandar a Secretaria Municipal de Serviços Públicos, Limpeza Urbana, Transportes e Malha Viária. 

Dividido internamente na cidade, o PSL chegou a homologar o ex-vereador Eduardo Kamei como vice na chapa do PSDB. O diretório municipal da sigla, no entanto, invalidou a convenção.

Professor Auriel (PCdoB)

Auriel Brito Leal, conhecido como Professor Auriel, é o candidato do PCdoB a prefeito de Guarulhos. Formado em Matemática, o professor de 55 anos lecionou em escolas estaduais de 1988 a 2005. Em 1996, filiou-se ao PT, pelo qual foi eleito vereador da cidade em quatro eleições consecutivas, sendo a primeira em 2000. Na Câmara Municipal, presidiu as comissões de Finanças e Orçamento e de Educação e Cultura. Em 2016, foi eleito deputado estadual, pelo mesmo partido, com 62 mil votos. 

Em 2018, foi acusado de estupro pela cunhada de 15 anos, acusação que foi negada pelo então deputado. À época, o candidato disse, em seu perfil de Twitter, que recebia com indignação a "grave, absurda e infundada denúncia" e que tomaria "todas as medidas necessárias para esclarecer". Pediu afastamento do PT e não concorreu à reeleição naquele ano. Filiado ao PCdoB, Auriel busca chegar à prefeitura, com o pastor Rogério Thomaz como vice na chapa. 

Rodrigo Tavares (PRTB)

Pelo PRTB, o servidor público municipal Rodrigo Tavares tenta se eleger como prefeito de Guarulhos. A vice na chapa é a advogada Eliana Galvão. Tavares disputou o Governo de São Paulo pela sigla em 2018, numa coligação com o PSL, então partido de Bolsonaro. 

Formado em Direito pelo Centro Universitário Metropolitano de São Paulo, o advogado trabalhou em diversas secretarias de Guarulhos. Seu último cargo foi como agente de serviços de saúde no controle de zoonoses. 

Também presidente municipal do PRTB do município, Tavares é casado com Karina Fidelix, filha de Levy Fidelix - que está na disputa a prefeito de São Paulo. 

Sandra Santos (PDT)

A professora e advogada de 60 anos Sandra Santos é a candidata a prefeita de Guarulhos pelo PDT. Sandra foi candidata a vereadora da cidade em 2016 e deputada estadual em 2018, mas não conseguiu a eleição nos dois pleitos. Também já atuou na Secretaria Municipal do Trabalho. Seu vice na chapa é o empresário Luiz Pummer, secretário-geral da sigla no município.

A candidatura foi anunciada somente em 25 de setembro. Antes, o deputado estadual Márcio Nakashima era escolha do partido, em chapa que tinha Sandra como vice. Ele chegou a ser registrado como candidato no TSE mas, segundo o deputado, a oficialização não foi autorizada por ele. Nakashima informou ao partido de sua renúncia à disputa.

Simone Carleto (PSOL)

A diretora de escola municipal Simone Carleto encabeça a chapa do PSol para o Executivo do município. A vice na chapa é a também professora Eliana Nunes. A candidata venceu a disputa interna do partido, que tinha como outro nome o também professor Ivan Canoletto.

Graduada, mestre, doutora e pós-doutoranda pela Unesp, Simone também trabalhou como atriz e dirigiu grupos e escola de teatro em Guarulhos. É a primeira vez que a professora de 47 anos se candidata em eleições.

Wagner Freitas (PTB)

O administrador Wagner Freitas, de 43 anos, entra na disputa à prefeitura pelo PTB. É a terceira vez que concorre ao cargo - pelo mesmo partido em 2016 e pelo PP em 2012, quando ficou em terceiro lugar no primeiro turno. O médico Ademil Goes é o candidato a vice-prefeito.

Freitas foi eleito vereador em 2004 e reeleito para o mesmo cargo em 2008. Em 2013,  esteve à frente da Secretaria Municipal do Esporte na gestão do prefeito Sebastião Almeida (PT).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.