PT terá consultor político para montar programa de Haddad

Aldo Fornazieri chefiará equipe técnica que vai analisar propostas de governo; consultoria está prevista até agosto

FERNANDO GALLO, O Estado de S.Paulo

23 de fevereiro de 2012 | 03h06

O PT deve fechar até amanhã a contratação de uma consultoria técnica para ajudar na elaboração do programa de governo a ser apresentado pelo ex-ministro Fernando Haddad na eleição municipal de São Paulo. O partido acerta os últimos detalhes da participação do cientista político Aldo Fornazieri, diretor acadêmico da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), na pré-campanha.

Fornazieri será responsável por uma equipe de três ou quatro pessoas, entre elas um especialista em comunicação e outro em políticas públicas, que vão organizar comissões temáticas responsáveis por detalhar e analisar a viabilidade das propostas a serem debatidas por seus integrantes.

Dessas comissões vão participar representantes dos chamados "setoriais" do PT, que reúnem a base petista em grupos temáticos, e alguns especialistas não ligados ao partido. Essas equipes petistas reuniram-se com Haddad nas últimas semanas para discutir assuntos que serão abordados nas eleições.

O Estado revelou há duas semanas que Haddad quer contar com a colaboração de alguns notáveis com quem tem bom relacionamento, como o neurocientista Miguel Nicolelis, o ex-ministro da Saúde Adib Jatene e o economista Marcelo Neri, para elaborar o programa de governo.

A consultoria técnica organizará seminários no início e no fim da montagem do programa de governo petista.

Pelo cronograma apresentado por Fornazieri, o trabalho deve ser realizado até agosto - a campanha eleitoral começa oficialmente em julho. Mas o período definitivo de duração da consultoria será decidido pelo PT. O diretório municipal da sigla vai fechar o contrato do serviço, cujos valores não foram informados.

Classe média. Uma das preocupações de integrantes da pré-campanha de Haddad é elaborar propostas que ajudem a conquistar a chamada nova classe média. Na avaliação deles, um bom programa de governo também é uma forma de abrir diálogo com setores conservadores na capital.

Fornazieri foi o responsável, em 2002, pela coordenação técnica do programa de governo do então candidato petista ao governo de São Paulo, José Genoino, e contribuiu com o programa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva naquele mesmo ano.

Filiado ao PT, deixou há anos de participar do dia a dia partidário. Tem sido um crítico do partido em suas análises, e avisou aos petistas que não pretende ser porta-voz do processo, mas apenas um consultor técnico.

Procurado, o cientista político não confirmou a negociação com o diretório petista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.