PT enfrentará PSDB em Guarulhos, a 2ª maior cidade do Estado

Petista Sebastião Almeida recebeu apoio de Lula, mas não conseguiu garantir a eleição já no primeiro turno

Da Redação,

06 de outubro de 2008 | 00h46

O apoio de Lula não foi suficiente para garantir a vitória de Sebastião Almeida, no primeiro turno, em Guarulhos. Ele vai enfrentar o segundo turno com Carlos Roberto, do PSDB. Almeida teve que se submeter a uma prévia contra a atual vice-prefeita, Eneide Lima. Vencida a disputa, ele começou a campanha em desvantagem em relação ao candidato do PV, Jovino Cândido (PV). Com 99,45% das urnas apuradas, o petista teve 47,22% dos votos contra 23,72% do tucano. O candidato do partido verde teve 17,15%. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi chamado à cidade no sábado passado, onde fez comício para cerca de 5 mil pessoas. Outro apoio de peso é o do atual prefeito de Guarulhos, Elói Pietá, que está há oito anos no cargo. Mas Almeida teve dificuldades para se fazer conhecido e relacionar seu nome aos do prefeito e do presidente. Um dos motivos foi a falta de horário eleitoral gratuito na televisão. A cidade, segundo maior colégio eleitoral do Estado, não tem emissora local e assiste à propaganda de São Paulo. Para contornar esse problema, candidatos chegaram a distribuir propaganda gravada em DVDs. IndecisãoA três dias das eleições municipais, 47% dos eleitores de Guarulhos - segundo maior colégio eleitoral de São Paulo - não sabia dizer espontaneamente em quem votar para prefeito, segundo as três pesquisas de intenção de voto registradas em cartórios da cidade no mês de setembro. Com esse índice, Guarulhos foi a recordista de indecisos entre todas as cidades de São Paulo pesquisadas pelo Ibope entre agosto e setembro. (Com reportagem de  João Paulo Charleaux)  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.