PT domina primeiro turno nas principais cidades da Grande SP

Partido venceu em Diadema, Osasco e Carapicuíba e disputa em Santo André, Guarulhos, Mauá e São Bernardo

Luiz Raatz, do estadao.com.br,

06 de outubro de 2008 | 01h28

Apesar da surpreendente vitória no primeiro turno de Gilberto Kassab sobre Marta Suplicy na capital paulista, o PT dominou as eleições municipais nas principais cidades da Grande São Paulo e demonstrou que a presença do presidente Luiz Inácio Lula Silva como cabo eleitoral em comícios em cidades da região nas últimas semanas surtiu efeito.  O partido conquistou as prefeituras de Osasco, Diadema e Carapicuíba já no primeiro turno. Os petistas ainda concorrem em Santo André, São Bernardo, Guarulhos e em Mauá. Em todas estas cidades, candidatos do partido terminaram o primeiro turno na liderança. A legenda de Lula ainda conquistou prefeituras em outras cidades menores da Grande São Paulo, como Embu, Rio Grande da Serra, Itapevi e Pirapora do Bom Jesus. Em Osasco, o petista Emídio declarou vitória antes do fim da apuração dos votos e prometeu retribuir o apoio de Lula com uma participação no segundo turno da eleição paulista. "Quero colaborar com a campanha da prefeita Marta. O presidente Lula foi importante aqui e agora quero ajudar", disse. O apoio de Lula ajudou o candidato do partido a terminar o primeiro turno na frente em Guarulhos. Após participar de um comício ao lado do presidente para 5 mil pessoas no último final de semana, Sebastião Almeida obteve 47,22% dos votos, contra 23,72% do rival do PSDB. Em Diadema, o petista Mário Reali surpreendeu e se elegeu no primeiro turno. Com 99,44% das urnas apuradas, ele obteve 58,22% dos votos válidos e não pode mais ser superado por José Augusto da Silva Ramos, do PSDB, que tem 35,38%. Eles apareciam tecnicamente empatados em todas as pesquisas de intenção de votos divulgadas no ABCD. Em São Bernardo, berço político de Lula, Luiz Marinho terá de disputar o segundo-turno contra o tucano Orlando Morando. Ex-ministro da Previdência, Marinho conseguiu a liderança nas pesquisas e nas urnas com a ajuda do presidente, que inclusive até o acompanhou na votação no domingo A única das quatro cidades principais do ABC paulista, que também inclui Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, que não foi dominada pelo PT foi São Caetano do Sul. Lá o prefeito, José Auricchio Júnior, do PTB, se reelegeu e manteve um tabu. Desde a fundação do partido de Lula, nunca um candidato petista conseguiu ser prefeito da cidade. O PT foi mal nas urnas também em Mogi das Cruzes, outra cidade importante da Grande São Paulo. Lá, Marco Bertaiolli, do DEM, venceu no primeiro turno, com 53,24%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.