PT diz que candidatura de Marina não é sustentável

No lançamento da candidatura à reeleição do atual presidente do partido, Rui Falcão, Lula afirma não ter dúvidas de que Dilma vencerá as eleições de 2014

João Domingos e Leonencio Nossa - O Estado de S.Paulo

14 de agosto de 2013 | 02h07

Brasília - O presidente do PT, Rui Falcão, disse ontem que a ex-senadora Marina Silva, que tem aparecido nas pesquisas em empate técnico com a presidente Dilma Rousseff num eventual segundo turno em 2014, não representa nenhuma modernização da política. Ele falou minutos antes do ato que o lançou candidato à reeleição no PT.

Falcão acha que Marina não terá condições de competitividade e que a disputa será polarizada com o PSDB. "Não vejo nenhuma modernização quando você quer deixar partidos e políticos de lado", afirmou, referindo-se à Rede Sustentabilidade, que Marina tenta viabilizar. Em seguida, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que Dilma já está reeleita, o que "incomoda uma parte da sociedade elitista brasileira".

Diante de um auditório lotado, Lula e Rui Falcão voltaram a atacar a imprensa - que, segundo eles, tenta destruir o PT. Lula disse que nos dois anos e meio de governo Dilma os meios de comunicação publicaram "inverdades" e disseminaram "preconceitos ofensivos" sobre o governo. Mas o PT, prosseguiu, tem mostrado grandeza, sem dar atenção aos formadores de opinião, que atacam o partido.

Rui Falcão afirmou que, reeleito, lutará pela "democratização dos meios de comunicação", uma bandeira do PT. Mas, avisou, não pregará censura ou controle de conteúdo. "Temos é de regulamentar o artigo da Constituição que impede a formação de oligopólios na comunicação."

Erros e deslizes. Falcão e Lula reconheceram que o PT cometeu erros e deslizes, como os que resultaram no mensalão. Lula disse que, apesar do crescimento pequeno da economia e do PIB, o Brasil só não está melhor que a China e a Índia. "Não vivemos uma crise no Brasil, vivemos uma das maiores crises no mundo. Maior que essa, só a de 1929. E nem sei se é maior, porque a de 1929 foi só nos EUA."

Tudo o que sabemos sobre:
marinaPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.