Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

PT declara apoio a Boulos no segundo turno

No domingo, 15, Jilmar Tatto e Fernando Haddad sinalizaram apoio da sigla ao candidato do PSOL

Bianca Gomes, O Estado de S.Paulo

16 de novembro de 2020 | 23h26

O PT oficializou o apoio ao candidato do PSOL, Guilherme Boulos, nas eleições municipais em São Paulo. Em nota divulgada na noite desta segunda-feira, 16, o presidente do diretório municipal do partido na capital, Laércio Ribeiro, afirmou ser necessário derrotar o "projeto neoliberal" representado por Bruno Covas (PSDB),  João Doria (PSDB) e Jair Bolsonaro.

O apoio da sigla do candidato derrotado Jilmar Tatto já era esperado. No domingo, 15, o ex-secretário municipal de Transportes parabenizou o candidato do PSOL pelo Twitter e falou em "somar" forças no segundo turno. "Acabei de ligar para Guilherme Boulos, a quem tenho como um irmão mais novo. Desejei sorte e disse que ele pode contar comigo e com a nossa valente militância para virar o jogo em São Paulo."

Durante toda a campanha, Tatto evitou atacar o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), que também recebeu apoio de Fernando Haddad (PT) após o resultado das eleições. "Progressistas, ninguém arreda o pé de São Paulo até a vitória de Guilherme Boulos e a derrota dos tucanos. Vamos à luta", disse o ex-prefeito.

Apesar do apoio oficial do PT à candidatura de Boulos, é esperado que o ex-presidente Lula tenha um papel coadjuvante na campanha do PSOL. A estratégia busca evitar que Covas use o discurso do antipetismo contra Boulos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.