PT começa a definir estratégia da campanha de Haddad

O ex-ministro da Educação Fernando Haddad terá hoje o seu primeiro compromisso oficial de campanha à Prefeitura de São Paulo. E, assim como em sua despedida do Palácio de Planalto na última terça-feira, uma ausência será amplamente notada - e comentada: a da senadora Marta Suplicy (PT-SP). Na reunião o PT começa a debater a proposta de aliança com o PSD, do prefeito Gilberto Kassab, que tem o apoio do ex-presidente Lula e resistência de setores ligados às bases do partido. A direção do partido não quer tomar nenhuma decisão por enquanto. "A aliança não vai se definir agora. O encontro será só uma reflexão", afirmou o presidente do PT municipal, vereador Antonio Donato.

O Estado de S.Paulo

28 de janeiro de 2012 | 03h06

No encontro de hoje, do conselho político da campanha, os petistas devem também definir quem cuidará da agenda de Haddad, que inicialmente deverá se reunir com a base petista para começar a esboçar o programa de governo do PT.

O ex-ministro terá ainda encontros com especialistas para se aprofundar nos temas da cidade e participar de conversas com partidos com vistas a uma possível composição de sua chapa.

Assim como os outros 26 membros do conselho, Marta foi informada sobre o compromisso, porém não confirmou presença. A senadora faz parte do grupo criado para discutir as estratégias eleitorais, mas não apareceu a nenhum dos encontros anteriores. Este será o terceiro.

"Problema de agenda, foi o que ela nos informou", disse Donato. Segundo a assessoria da senadora, ela só voltará à atividade política na segunda-feira. "Ela vai colaborar com a campanha, mas evidentemente ela tem a agenda dela", desconversou o presidente do PT. A petista - que em novembro desistiu de se candidatar à Prefeitura após ser pressionada pelo ex-presidente Lula e pela presidente Dilma Rousseff - é vista no PT como um dos cabos eleitorais fundamentais para Haddad. / DAIENE CARDOSO e FERNANDO GALLO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.