PT centraliza homologação de candidaturas e alianças

O diretório nacional do PT referendou a decisão da executiva que submete ao comando central do partido a homologação das alianças e candidaturas em 118 cidades consideradas estratégicas pela sigla por terem mais de 200 mil eleitores ou serem polos regionais por suas universidades ou emissoras de televisão, em reunião ordinária nesta sexta-feira, em Porto Alegre. "Pode haver uma revisão de alianças pela executiva antes do registro (da chapa)", afirmou o presidente do partido, Rui Falcão.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

18 de maio de 2012 | 20h14

"Há um critério geral, nacional, estabelecido, que é fortalecer o conjunto de forças que tem impulsionado as mudanças (no País)", explicou o secretário especial de Relações Internacionais da presidência da República e integrante do diretório nacional Marco Aurélio Garcia. Mesmo com a necessidade da homologação, Falcão assegurou que não haverá interferências em cidades como Porto Alegre, onde o PT já definiu que terá candidatura própria mesmo pressionado por aliados do PDT e do PCdoB a apoiar outros concorrentes. As alianças com o PSDB, o DEM e o PPS estão vetadas, mas aquelas já feitas em cidades pequenas nas quais há busca do bloco pela reeleição poderão ser tratadas como casos especiais.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012PTcandidaturas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.