PSOL e PSTU recomendam voto nulo em Salvador

O PSOL anunciou hoje que não apóia nenhum dos candidatos no segundo turno em Salvador, disputado entre João Henrique Carneiro (PMDB), candidato à reeleição, e Walter Pinheiro (PT). Mais do que isso: a legenda sugere a seus eleitores que anulem os votos. O PSTU, que participava da coligação de apoio ao candidato do PSOL, Hilton Coelho, fez a mesma recomendação.Coelho teve 3,94% dos votos válidos no primeiro turno (51.196 votos) e terminou em quinto lugar. "Nossa decisão foi tomada porque, para nós, eles representam projetos muito semelhantes e não há compatibilidade entre nenhum deles e as nossas propostas", afirmou o candidato derrotado, que disse ter sido procurado tanto por lideranças petistas quanto por peemedebistas.A decisão do PSOL e do PSTU não causou estranheza entre os coordenadores de campanha envolvidos no segundo turno. "Mais importante que a adesão de partidos é contar com a adesão da população, que tem se mostrado muito próxima de nossa candidatura", afirmou Pinheiro, da coligação "Salvador, Bahia, Brasil" (PCdoB-PV-PT-PSB). Já Carneiro, da coligação "A Força do Brasil em Salvador" (PMDB-PTB-PDT-PMN-PSL-PSC-PP-PHS-PRTB), acredita que pode conquistar o eleitorado do PSOL e do PSTU mostrando planos de governo. "Agora que não sofremos mais com os ataques de quatro adversários, vamos ter a chance de convencer a população apresentando os projetos que temos e os que têm sido apresentados pelos partidos que decidiram apoiar nossa candidatura."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.