PSDB sonda seus filiados sobre prévias

Filiados paulistanos do PSDB foram alvo no fim de semana de uma pesquisa de telemarketing que indagava em quem o militante pretende votar nas prévias para escolher o candidato a prefeito de São Paulo pelo partido nas eleições do ano que vem.

JULIA DUAILIBI, O Estado de S.Paulo

01 de dezembro de 2011 | 03h03

Durante as ligações, disparadas para os celulares de tucanos no sábado e no domingo, uma gravação fazia duas perguntas: se o dono da linha era filiado ao PSDB e, depois, em qual dos pré-candidatos, cujos nomes eram citados, o filiado pretendia votar.

Para responder, os militantes apertavam as teclas como os números em seus celulares.

Há cerca de 15 dias, o diretório estadual do PSDB enviou aos quatro pré-candidatos do partido CD com os nomes e os contatos dos cerca de 21 mil militantes que podem votar nas prévias. Apesar de a gravação ter se apresentado como um levantamento do PSDB, ninguém no partido assumiu a contratação da pesquisa, inclusive os diretórios nacional, estadual e municipal.

Procurados por meio de suas assessorias de imprensa, os pré-candidatos tucanos - secretários Andrea Matarazzo (Cultura), Bruno Covas (Meio Ambiente) e José Aníbal (Energia), e o deputado Ricardo Tripoli - também negaram ter contratado o serviço de telemarketing.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.