PSDB reivindica tucano para vice de José Serra

A executiva municipal do PSDB, reunida na noite desta terça em São Paulo, está elaborando um documento que será encaminhado na quarta-feira ao candidato da sigla à Prefeitura de São Paulo, José Serra, reivindicando a indicação de um nome da legenda para compor a vaga de vice na chapa tucana. "Não queremos indicar nomes, pois a decisão final é do candidato Serra, mas queremos (que o indicado) esteja dentro do quadro do PSDB", afirmou o presidente do Diretório Municipal, Júlio Semeghini, à Agência Estado.

GUILHERME WALTENBERG, Agência Estado

26 de junho de 2012 | 20h26

Para Semeghini, o partido já cedeu espaço suficiente às legendas que estão fazendo coligação proporcional nessas eleições com os tucanos (DEM,PSD e PR). Com essa coligação, os tucanos terão que dividir a chapa que concorrerá à Câmara de Vereadores com essa siglas, num total de 110 nomes, sendo 77 homens e 33 mulheres. As negociações ainda estão em curso, sobretudo porque o PSD não fechou acordo com os tucanos sobre o número de candidatos que irá indicar. Na noite desta terça, o PSDB pretende indicar 27 nomes de candidatos ao legislativo municipal.

De acordo com Semeghini, serão privilegiados na escolha dos candidatos à Câmara Municipal aqueles que já têm mandato de vereador. Em seguida, virão aqueles que já exerceram o cargo, os que já foram candidatos e aqueles que tiveram votação expressiva. Além disso, algumas vagas serão divididas por segmentos, tais como: jovens e portadores de necessidades especiais.

Com relação ao vice na chapa de José Serra, o presidente do Diretório Municipal do PSDB evitou citar nomes, lembrando que a escolha será feita pelo próprio candidato. Porém, os mais cotados dentro da sigla para ser vice na chapa de Serra, são o ex-secretário da Cultura Andrea Matarazzo e o ex-secretário de Desenvolvimento e Gestão Metropolitana Edson Aparecido, que coordena a campanha tucana em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.