PSDB racha, governo vence, e prévia será feita só dia 25

Em reunião tensa, integrantes da Executiva do partido aprovaram por maioria apertada o adiamento da escolha interna em três semanas; outros pré-candidatos reclamaram da mudança

Bruno Boghossian, Julia Duailibi e Gustavo Uribe

29 de fevereiro de 2012 | 03h04

Dividida, após a entrada do ex-governador José Serra na disputa pela Prefeitura de São Paulo, a direção do PSDB decidiu na noite dessa terça-feira, 28, ao fim de uma discussão tensa, adiar as prévias do partido para 25 de março - três semanas após a data original. Quando os integrantes da executiva estavam próximos de um consenso em torno do dia 11, Serra propôs um novo adiamento presidente local da sigla, Julio Semeghini. Em meio a bate-boca entre membros do grupo, o ex-governador, apoiado pelo Palácio dos Bandeirantes, venceu por 10 votos a 8.

A reunião durou 2h30. Em uma primeira votação, 14 dos 18 integrantes aprovaram o adiamento por uma semana. Em seguida, o líder do PSDB na Câmara, Floriano Pesaro, propôs a transferência para 25, como queria Serra. Nesse momento, o grupo rachou. A oposição era capitaneada pelos outros dois pré-candidatos, José Aníbal e Ricardo Tripoli. "Estávamos caminhando para um consenso em relação ao dia 11, mas alguns celulares tocaram e o resultado foi esse", disse Tripoli, ao deixar o encontro.

Além de Serra, defendia o adiamento para 25 o grupo do secretário de Cultura, Andrea Matarazzo, que abriu mão da disputa para apoiar o ex-governador.

"Temos que dar oportunidade para que todos discutam (a entrada de Serra)", justificou o presidente municipal Julio Semeghini. "Não foi possível construir um consenso".

Mais cedo, o partido aprovou por unanimidade o pedido de entrada de José Serra na disputa, por meio de uma carta.

O Estado apurou que Serra teria dito nessa terça a Semeghini que poderia sair da disputa "do mesmo jeito que entrou", se fosse mantido o prazo do dia 4. Políticos próximos a Serra minimizaram o mal-estar, dizendo que, para o ex-governador, "tanto fazia" fazer a prévia no dia 11 ou no 25 de março. Circulou, ainda, a notícia de que Aníbal teria ameaçado deixar a disputa e levar o caso à convenção. Ele negou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.