PSDB quer chapa puro sangue em SP, diz Pesaro

São Paulo, 24/06/2012 - O líder do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo, vereador Floriano Pesaro, afirmou neste domingo que seu partido "deseja" uma chapa pura . "É o desejo do partido como um todo ter o vice. Aliás, na reunião da executiva ontem (23), ficou clara a vontade do partido de indicar o vice e de ter o vice. Não falamos em nomes, falamos em tese. (A escolha) depende do candidato", disse.

Agência Estado

24 Junho 2012 | 17h31

"A escolha do vice tem que ser do (José) Serra. É política, leva a coligação dos partidos, mas a escolha é do Serra. Você apresenta, mas a escolha é do candidato", afirmou.

De acordo com Pesaro, o ex-secretário da Cultura do Estado de São Paulo Andrea Matarazzo é o nome mais lembrado. Pesaro, inclusive, já negocia com os outros partidos da coalizão a indicação de Matarazzo ao posto. "O PSDB tem um nome muito forte (para vice) que é o secretário Andrea Matarazzo. Ele vem se movimentando, vem conversando com os demais partidos. Eu sei que ele conversou bastante com o DEM, ele tem conversado com lideranças do PSD também, ele tem conversado com lideranças do PR. Eu tenho apostado que o PSDB tem um candidato (a vice), que se chama Andrea Matarazzo", afirmou, durante evento que oficializou a candidatura de José Serra à Prefeitura da Capital.

Pesaro ressaltou que há outros dois nomes que ainda estão em negociação. Um deles é do ex-secretário de Educação do município Alexandre Schneider (PSD) e o outro é o ex-secretário de Desenvolvimento Social do Estado Rodrigo Garcia (DEM). "Na minha opinião, o Serra tem à disposição no momento três grandes nomes que não trariam nenhum tipo de problema a ele. Ao contrário, agregariam política e eleitoralmente", defendeu.

Para o vereador, o PSDB não corre o risco de algum dos postulantes a vice negar o posto, como ocorreu com Luiza Erundina (PSB), que voltou atrás após aceitar ser vice do pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad. "Não acho que a gente corra esse risco. Aliás, diferentemente do PT, o PSDB tem muitos candidatos querendo ser vice do Serra. Eu entendo, o Serra é um candidato que tem um potencial de vitória expressivo, uma experiência grande, um reconhecimento da população", disse Pesaro. (Guilherme Waltenberg - guilherme.waltenberg@grupoestado.com.br)

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.