PSDB arma ofensiva com pré-candidatos

O diretório estadual do PSDB convocou os pré-candidatos do partido à Prefeitura de São Paulo para uma reunião hoje, durante a qual será reafirmada a intenção da legenda de fazer prévias para escolher o tucano que concorrerá na eleição do ano que vem.

JULIA DUAILIBI, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2011 | 03h05

O ato foi uma reação à reportagem do Estado, que mostrou ontem avaliação da cúpula do partido segundo a qual o quadro eleitoral é difícil e já se trabalha com a possibilidade de o PSDB não passar para o segundo turno.

O presidente do PSDB paulista, Pedro Tobias, chamou os secretários Andrea Matarazzo (Cultura), Bruno Covas (Meio Ambiente) e José Aníbal (Energia) e o deputado Ricardo Trípoli para um café na sede da sigla.

Ontem, tucanos rechaçaram a informação de que o partido, sem um candidato forte, pode repetir o fracasso de 2008, quando Geraldo Alckmin não passou para o segundo turno."O PSDB é o maior partido de São Paulo. Nós vamos disputar a eleição e vamos para o segundo turno", disse o secretário-geral do PSDB, César Gontijo. "Nós vamos ter candidato e será do PSDB", afirmou o líder do partido na Câmara Municipal, Floriano Pesaro.

Em seu blog, Fábio Lepique, do PSDB municipal, disse: "Não é possível que alguém que tenha, de fato, alguma voz no PSDB pense mesmo que um partido com uma liderança aprovada e forte como a de Alckmin possa ficar fora do 2.° turno. Os fofoqueiros vão queimar a língua".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.