PSD e PSB prometem contribuir com a gestão de Haddad

Em nota, novos parlamentares afirmaram que querem contribuir com a gestão do PT

Daiene Cardoso, Agência Estado

30 de outubro de 2012 | 18h33

No dia em que o prefeito eleito, Fernando Haddad (PT), se reuniu com o atual prefeito, Gilberto Kassab (PSD), a bancada formada por vereadores eleitos do PSB e PSD anunciaram, em nota à imprensa, que manterão a atuação conjunta na próxima legislatura em contribuição à gestão Haddad.

O PSB já fazia parte da coligação que elegeu o petista no último domingo, 28. Já o PSD, partido de Kassab, fazia parte da coligação do candidato derrotado do PSDB, José Serra.

Na nota, divulgada na tarde desta terça-feira, os novos parlamentares afirmam que querem contribuir com a nova gestão para resolver os problemas da cidade. A nota é assinada por oito vereadores do PSD e três vereadores do PSB.

Veja abaixo a íntegra:

Nota à imprensa

Os vereadores do bloco parlamentar PSB-PSD na Câmara Municipal de São Paulo decidiram, nesta data, manter sua atuação conjunta no parlamento da cidade, através da qual têm procurado melhor defender os interesses da população de São Paulo. Nesse sentido, esperam contribuir para que a nova administração possa dar continuidade a busca de soluções para os complexos problemas da nossa metrópole.

São Paulo, 31 de outubro de 2012.

Pelo partido social democrático, assinam:

Edir Sales, Goulart, Marco Aurélio Cunha, Marta Costa, Police Neto, Souza Santos, Álvaro Camilo e David Soares.

Pelo PSB, assinam:

Eliseu Gabriel, Massa Ota, Noemi Nonato.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.