PRTB anuncia general Mourão como vice de Bolsonaro

PRTB anuncia general Mourão como vice de Bolsonaro

Presidente do partido, Levy Fidelix confirmou ao 'Estado' que o militar já aceitou a vaga na chapa do político do PSL

Paula Reverbel e Mateus Fagundes, O Estado de S.Paulo

05 Agosto 2018 | 11h51

O PRTB divulgou neste domingo, 5, que o general Hamilton Martins Mourão será o vice da chapa de Jair Bolsonaro, presidenciável do PSL. O nome será confirmado em convenção do PRTB no período da tarde. Ao Broadcast/Estadão, o presidente do PRTB, Levy Fidelix, afirmou que o general já aceitou a vaga.

Uma falha nos microfones interrompeu o discurso do deputado e candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro pela manhã, durante a convenção do PSL de São Paulo. Depois que os equipamentos pararam de funcionar, ele e o deputado Major Olímpio, presidente do diretório estadual do partido, deixaram a convenção. 

Bolsonaro chegou a declarar, quando sua fala estava quase inaudível, que o vice de sua chapa será anunciado na convenção do PRTB, com a presença de Fidelix e do general Mourão.

"Muita gente comenta ainda quem será anunciado vice-presidente. Com toda a certeza (inaudível), ele será anunciado hoje à tarde na convenção nacional do PRTB, juntamente com o senhor Levy Fidelix e com o general Hamilton Mourão", declarou.

Perguntado pelo Estado se o general Mourão seria anunciado vice, Olímpio respondeu que “pode ser”.

Antes da chegada de Bolsonaro, a convenção do PSL oficializou a candidatura do deputado Major Olímpio ao Senado. O partido não lançará candidato a governador ou um segundo nome ao Senado. O astronauta Marcos Pontes, primeiro brasileiro a ir para o espaço, em 2006, é o segundo suplente da chapa de Major Olímpio e o empresário Alexandre Giordano, o primeiro suplente.

Em seu discurso, Bolsonaro agradeceu as pessoas que sondou para ocupar o posto de vice, incluindo o senador Magno Malta e Marcos Pontes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.