Propaganda contra Kassab foi 'pesada no limite', admite Marta

Em entrevista à rádio Eldorado, ela diz que concorda com o programa que questionou vida pessoal do candidato

Andréia Sadi, do estadao.com.br

21 de outubro de 2008 | 19h30

A candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy , criticou nesta terça-feira, 21, o que chamou de "resignificado" dado pela imprensa da propaganda de sua campanha que questionava a vida pessoal de  Gilberto Kassab  (DEM). " É de domínio público, (caso a ) opção sexual se fosse perguntado seria de foro íntimo.Isso foi transformado pela imprensa, eu achei que era pesada no limite. Eu concordo com a propaganda, tinha questionamento da vida do candidato", disse em entrevista à rádio Eldorado.   Veja também: 'Sou solteiro e feliz', diz Kassab; Marta lamenta inserção na TV Reviravolta é difícil em SP, diz cientista política  Enquete: Quem se saiu melhor no debate?  Blog: Leia os principais momentos do debate na Rede Record  Veja galeria do debate na Rede Record  Especial: Perfil dos candidatos em São Paulo  'Eu prometo' traz as promessas de Marta e Kassab  Geografia do voto: Desempenho dos partidos nas cidades brasileiras  Confira o resultado eleitoral nas capitais do País   Marta voltou a dizer que não havia visto o programa antes de ir para o ar e que o foco não foi questionar posição sexual. "Eu tenho currículo", afirmou, em referência à sua trajetória.   Ela duvidou também das promessas feitas pelo adversário no que tange a construção de 25 Centros Unificados de Educação (CEU). "Pode fazer, 20, 25 CEUS, não é essa a questão. O que interessa não é o numero de CEUS, é o caráter", disse.   A petista abriu a sua participação no programa contando o episódio do CEU Vila Formosa, que foi alvo dos candidatos durante o último debate na TV Record. Kassab prometeu entregar a obra até janeiro e desafiou Marta a visitar o local. Nesta terça-feira, a candidata vistoriou a obra e disse ter encontrado a obra no chão.   "Nós fomos, aceitamos o desafio, o que vimos foi uma movimentação de terra. Mas o que me deixou indignada foi que me informaram que ele deu entrevista na parte da manha num escritório fechado, virtual, levando a população a acreditar que aquilo era CEU Vila formosa. Eu vi, é uma terra planagem, em quatro meses você não entrega", completou.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.