Programa de Alckmin na TV mantém linha 'light'

Linha bem diferente foi apresentada no programa de Marta Suplicy (PT), que também tratou de segurança

Da Redação,

08 de setembro de 2008 | 21h38

Criticado duramente por integrantes da própria campanha, o programa do candidato Geraldo Alckmin (PSDB) manteve a mesma linha adotada desde o início da propaganda eleitoral na TV. No programa do horário noturno desta segunda-feira, 8, Alckmin manteve a mesma postura, apresentando desta vez suas propostas para a área da segurança, sem citar uma única vez os seus principais adversários, estratégia considerada de pouco efeito por determinada ala da campanha tucana. Linha bem diferente apresentada no programa da candidata Marta Suplicy (PT), que ao tratar coincidentemente do mesmo tema da segurança partiu para o ataque contra o atual prefeito e candidato à reeleição, Geraldo Kassab (DEM). "Houve omissão na área da segurança em um jogo de 'empurra' com o governo do Estado", disse a ex-prefeita, em meio a imagens do dia em que a cidade de São Paulo ficou paralisada em função de ataques da facção criminosa PCC. Já o programa do candidato do DEM deu uma trégua nos ataques à ex-prefeita e mostrou um panorama do trabalho do atual prefeito. A maior parte do programa preocupou-se em mostrar imagens do prefeito em atos com a população, não se esquecendo de mencionar dados de pesquisa divulgada no final de semana, que apontou empate técnico entre Kassab e Alckmin. Em quarto lugar nas pesquisas, o candidato Paulo Maluf (PP) voltou a colocar a cara no horário eleitoral, o que não havia feito nas primeiras semanas, e, ao seu conhecido estilo, sapecou uma frase de efeito ao final do programa: "Eu nunca decepcionei quem votou em mim". O horário apresentou ainda as propostas dos candidatos Soninha Francine (PPS), Ivan Valente (PSOL), Anaí Caproni (PCO), Ciro Moura (PTC), Edimilson Costa (PCB) e Renato Reichmann (PMN). O horário do candidato Levy Fidelix (PRTB) foi ocupado por direito de resposta de Geraldo Alckmin.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.