CARL DE SOUZA / AFP
CARL DE SOUZA / AFP

Programa da TV do PSL mostrará 'história vitoriosa de Bolsonaro', diz filho

Flavio afirma que inserções vão focar como o candidato é de 'verdade' e que 'veio da pobreza'

Constança Rezende e Renata Batista, O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2018 | 18h40

O deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL) disse na tarde desta terça-feira, 9, que a campanha do presidenciável Jair Bolsonaro vai mostrar como o candidato é “de verdade”, “dentro de casa”, nos próximos programas eleitorais de televisão. Flávio disse que as inserções vão focar “na história de vida vitoriosa” de Bolsonaro.

“Vamos mostrar uma pessoa que veio da extrema pobreza, virou oficial das Forças Armadas e que hoje tem grandes chances de ser presidente do Brasil”, disse o deputado, em frente à casa do empresário Paulo Marinho, onde o presidenciável passa parte do dia,  gravando e aprovando programas já feitos.

Flávio contou também que está marcada para a próxima quinta-feira uma reunião com todos os deputados federais eleitos pelo PSL com o candidato, no Rio de Janeiro, para falar sobre estratégias de programa. “O objetivo é mostrar o tamanho do Bolsonaro dentro do parlamento e traçar algumas estratégias”, disse Flávio.

A reunião será feita num salão do hotel na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, perto do condomínio onde mora o candidato. Flávio disse que já fez uma reunião com os treze deputados estaduais eleitos pelo partido no Rio.

“O encontro foi mais para conversar um pouquinho e entender o que aconteceu nessa eleição. Tivemos a maior bancada da Assembleia eleita. Pelos méritos deles, souberam aproveitar esse valor que nenhum outro candidato tinha de estar no partido do Bolsonaro, o que já é um bom convite porque o eleitor já sabe o que a gente defende e qual é a nossa linha”, disse.

Flávio disse que os parlamentares manifestaram vontade de apoiar o ex-juiz federal e candidato ao governo, Wilson Witzel (PSC), porém afirmou que não conseguiu falar com o seu pai sobre um apoio formal da família à candidatura. “Quem tem que dar a palavra final sobre isso é o Jair”, disse.

O deputado contou que, nesta quarta-feira, 10, um médico Hospital Albert Einstein deve visitar o presidenciável em sua casa para verificar suas condições de saúde e se ele poderá fazer viagens de campanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.