Procuradoria é acionada para apurar uso de secretarias

O PT entrou com representação na Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo na qual pede que sejam investigadas informações divulgadas ontem pelo Estado sobre o uso de estruturas de comunicação de secretarias estaduais pelos pré-candidatos do PSDB. "A conduta praticada pelos ofensores é vedada pela nossa legislação, que proíbe ceder ou usar, em benefício de candidato, partido político ou coligação, bens móveis ou imóveis pertencentes à administração pública", escreveu o líder do PT na Câmara Municipal, Ítalo Cardoso. "Os fatos são graves, atentam contra a legislação e necessitam ser coibidos pela Justiça com as penalidades cominadas pelo nosso ordenamento jurídico." / J.D.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.