Procurador quer revisão de decisão do TCU sobre Valério

O procurador do Tribunal de Contas da União (TCU) Julio Marcelo de Oliveira pediu à corte que reveja decisão que considerou legal o contrato de publicidade entre o Banco do Brasil e a DNA, empresa de Marcos Valério Fernandes de Souza. O contrato é uma das principais peças de acusação da Procuradoria-Geral da República contra Valério, réu do mensalão, no STF. Em 2005 o TCU decidiu que o contrato era irregular. Mas recorreu a uma lei de 2010 para considerá-lo legal. No recurso ao TCU, o procurador diz que a lei não poderia retroagir neste caso. / JOÃO DOMINGOS

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.