DIvulgação
DIvulgação

Principais candidatos ao governo de Pernambuco estarão ausentes no primeiro debate

Paulo Câmara (PSB) e Armando Monteiro (PTB) preferiram participar de atos de campanha com militantes

Kleber Nunes, O Estado de S.Paulo

16 Agosto 2018 | 17h07

RECIFE – Os dois principais candidatos ao governo de Pernambuco nas eleições 2018, o senador Armando Monteiro (PTB) e o governador Paulo Câmara (PSB), que tenta a reeleição, anunciaram que não participarão do primeiro debate entre os postulantes ao Palácio do Campo das Princesas, marcado para esta quinta-feira, 16, às 19h, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), no Recife. Ambos preferiram participar de atos políticos para marcar o início da campanha eleitoral.

O debate é organizado pelo curso de administração da UFPE e será realizado no auditório do Centro de Ciências Sociais Aplicadas da instituição. O evento, previsto para durar cerca de duas horas, será dividido por blocos temáticos. Os candidatos responderão perguntas feitas por escrito pela plateia, que, em sua maioria, deverá ser composta por alunos e funcionários da universidade.

No mesmo horário, a equipe de campanha do governador Paulo Câmara promoverá um ato com a militância do PSB na quadra do Sport Club do Recife. E Armando Monteiro estará pedindo votos em uma missa no Morro da Conceição, na periferia da zona norte do Recife.

De acordo com a professora Bruna Carvalho, organizadora do debate na UFPE, a ausência dos principais candidatos "não causou surpresa". A docente afirmou que, mesmo sem os dois políticos, o evento não deve ser esvaziado. Segundo ela, confirmaram presença Júlio Lóssio (Rede), Danielle Portela (PSOL), Maurício Rands (PROS) e Simone Fontana (PSTU).

“Nem sequer tive retorno de Paulo Câmara, mas já esperávamos que nem todos iriam atender ao convite. A comunidade acadêmica e a sociedade estarão presentes, como foi em 2016 com os candidatos à Prefeitura do Recife, e será um mais debate rico e importante para a democracia”, afirmou a professora.

Armando Monteiro justificou a ausência alegando que a já estava com a agenda previamente definida para esta data, afirmando que informou a impossibilidade de participar do debate à organização do evento com antecedência.

“O candidato acha primordial a troca de ideias, e os debates são fóruns essenciais para que isso se concretize. Tanto que vai participar de 17 debates e sabatinas ao longo da campanha”, afirmou nota da assessoria de imprensa de Armando Monteiro. O petebista disse ainda que estava à disposição para “conversar com a comunidade acadêmica da UFPE em outra oportunidade”.

Procurada pela reportagem, a assessoria de Paulo Câmara não se manifestou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.