Primeiro embate foi em agosto

Em agosto do ano passado, o deputado Campos Machado (PTB) também foi responsável por um mal-estar com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), seu aliado histórico. Contra a vontade do Executivo paulista, Machado colocou em votação um projeto, de sua autoria, que propunha tirar a Corregedoria da Polícia Civil do âmbito da Secretaria de Segurança Pública. A proposta era devolver a competência da corregedoria para a própria corporação.

O Estado de S.Paulo

04 de fevereiro de 2012 | 03h04

A insistência do deputado em votar o texto na época rachou a base do governo. PSDB, PV e PSB resolveram obstruir a sessão. O clima esquentou, com falas duras dos tucanos contra o projeto. De outro lado, partidos aliados, como PMDB, PTB e metade da bancada do DEM, votaram pela aprovação da proposta.

O PT, que inicialmente se manifestava contra o projeto, viu a possibilidade de impor uma derrota ao governo, que tem ampla maioria no Legislativo e costuma aprovar na Casa somente os temas de seu interesse. Metade da bancada petista votou com Campos Machado. Um pedido de verificação de presença, no entanto, acabou derrubando a sessão por falta de quórum.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.