Divulgação/Polícia Federal do Piauí
Divulgação/Polícia Federal do Piauí

PRF apreende R$ 100 mil em Teresina e suspeita é de crime eleitoral

Suspeito estava conversando com um candidato durante operação policial

Thaís Araujo - Especial para, O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2018 | 09h55

Teresina - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou, na noite desta sexta-feira, 5, que foram apreendidos R$ 100 mil em um táxi que seguia da capital do Piauí para a cidade de Piripiri, ao Norte do estado. Há a suspeita de crime eleitoral porque, segundo a PRF, o passageiro foi flagrado mantendo contato com um candidato durante a apreensão e não comprovou a origem do dinheiro. 

O caso foi encaminhado para apuração da Polícia Federal no Piauí. De acordo com o registro da PRF,  a apreensão ocorreu às 17h15, no km 333 da BR 343,  próximo a Teresina. A quantia estava escondida no interior de um táxi, conduzido por um motorista de 58 anos. 

O passageiro do veículo, identificado pelas iniciais E. H. M. L., de 25 anos, informou ser o proprietário do dinheiro e revelou que havia conseguido R$ 100 mil após transação comercial. Porém, ele não apresentou nenhum documento para comprovar o lucro com o suposto negócio. Além disso, a PRF divulgou  que, durante a abordagem, o suspeito foi flagrado mantendo contato com um candidato, informando a sua localização e apreensão do dinheiro. O nome do candidato não foi revelado pela PRF até o momento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.