Felipe Rau/Estadão - 12/11/2021
Felipe Rau/Estadão - 12/11/2021

Prévias revitalizaram o PSDB, afirma Doria

Para governador de São Paulo, disputa renova lideranças da sigla e dá impulso às realizações da legenda, como o Plano Real

Entrevista com

João Doria, governador do Estado de São Paulo

Pedro Venceslau e Adriana Ferraz, O Estado de S.Paulo

21 de novembro de 2021 | 05h00

O governador de São Paulo, João Doria, afirmou ao Estadão que a realização das prévias do PSDB "revitalizou" o partido e "renovou" as lideranças da sigla. Na entrevista, ele afirma que a legenda sairá fortalecida do processo, seja qual for o vencedor da eleição realizada neste domingo. Da disputa entre Doria, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o ex-senador Arthur Virgílio (AM) sairá o pré-candidato do partido à Presidência da República em 2022.

Leia abaixo a entrevista.

Em caso de vitória no domingo, o sr. admite a hipótese de abrir mão da cabeça de chapa para compor com outro nome da terceira via caso ele esteja mais bem colocado nas prévias?

Mal superamos uma etapa, vocês já querem resposta para outra. Calma. Uma coisa de cada vez. As prévias demonstraram que o nosso partido está pronto para voltar a resolver as grandes questões nacionais, especialmente o combate à inflação, a atração de investimentos e a geração de empregos. Por isso, o PSDB vai agora elaborar um projeto nacional amplo, dialogando com diversas forças políticas, econômicas e sociais. O Brasil não quer a volta do mensalão e do petrolão. Nem quer manter o negacionismo e as rachadinhas. O Brasil quer um líder com experiência na gestão pública e privada, que saiba formar equipes qualificadas e que tenha implantado políticas públicas inovadoras, com resultados comprovados. O PSDB mostrou tudo isso nas prévias. Tem políticas públicas inovadoras. Temos gestores testados e aprovados. E nossos governos têm entregas e realizações que transformam o Brasil e melhoram a vida das pessoas. O juiz da eleição é o eleitor – e ele ainda está distante das questões eleitorais de 2022.

Se o sr. perder as prévias, se compromete a apoiar o vencedor em 2022?

Disse isso durante a campanha das prévias. E reforço o que disse porque tive a garantia do presidente Bruno Araújo de que teremos segurança no processo de votação e totalização. Acredito que todos os que se inscreveram nas prévias desejam ajudar a construir o futuro do nosso partido.

Se vencer, pretende convidar os adversários para a equipe de campanha?

Nosso próximo desafio é elaborar um grande projeto nacional, reunindo o maior número de pessoas que não desejam nem a volta do petrolão, nem as rachadinhas e o negacionismo. Vamos trabalhar para ter moeda forte, economia estável, investimentos sociais e geração de empregos. Para isso, todas as lideranças qualificadas do PSDB serão bem-vindas. Todos os que se envolveram nas prévias foram, em maior ou menor grau, testados pelo conjunto do partido, pela cúpula partidária, pela base de prefeitos e vereadores e, sobretudo, pela militância. É com a legitimidade da nossa base que vamos coordenar um projeto nacional. O PSDB vai recuperar o Brasil dos erros dos governos anteriores e evitar que tenhamos outra década perdida. Vamos devolver a esperança aos brasileiros. Porque o Brasil tem jeito.

Como o PSDB sai das prévias: rachado ou fortalecido?

O PSDB estará mais unido que nunca. O que racharia o partido era não ter feito as prévias, nem ter candidato. Isso significaria que o PSDB estava abrindo mão de um projeto nacional. E sem projeto nacional, o PSDB iria se dividir e esfacelar. O PSDB fez o contrário. Provou ser o único dos grandes partidos nacionais que se revitalizou e renovou suas lideranças. As prévias ajudaram nesse processo. Deram um novo impulso e visibilidade às propostas e realizações do PSDB. Valorizamos, nos debates internos, tanto as realizações históricas, como o Plano Real, a responsabilidade fiscal e a importância de voltarmos a ter uma moeda forte com economia estável, quanto as novas políticas do PSDB, como expansão das escolas de tempo integral, empreendedorismo e qualificação para mulheres negras, o Dignidade íntima, o S.O.S. Mulher, a vacina e o Corujão da Saúde, além da defesa da Amazônia e do meio ambiente. O PSDB voltou a ter um projeto vencedor, com militância motivada e lideranças de expressão nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.