Presidente é vaiada por causa de governadora

A baixíssima popularidade da governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini (DEM), respingou nessa quarta-feira, 2, na presidente Dilma Rousseff. Dilma foi alvo de vaias ao defender a governadora contra os apupos das cerca de 5 mil pessoas que acompanhavam a solenidade de formatura de 4,5 mil alunos no Programa Nacional de Ensino Técnico (Pronatec), em Ceará-Mirim, na região metropolitana de Natal.

Lisandra Paraguassu, Enviada especial / CEARÁ-MIRIM, O Estado de S.Paulo

03 de outubro de 2013 | 02h05

"A gente pode discordar delas, mas temos que deixá-las dizer o que pensam. Vamos respeitar a governadora que está aqui", disse a presidente ao começar seu discurso. Apesar da simpatia com Dilma, a plateia não perdoou a defesa que ela fez de Rosalba. "Isso é feio", reagiu a presidente após também ser vaiada.

A governadora discursou antes de Dilma, mas praticamente não foi ouvida. Nos menos de 10 minutos que tentou falar foi vaiada constantemente e, por quatro vezes, teve que parar porque os gritos não lhe permitiam continuar. A situação irritou profundamente a presidente, que ficou com o semblante fechado. Dilma mudou seu discurso e iniciou a fala com um "pito" nos presentes.

Rosalba tem entre 83% e 96% de desaprovação, a depender da pesquisa. A governadora já desistiu de tentar a reeleição.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaRNRosalba Ciarlini

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.