'Presidente é bem-vindo a Manaus', ironiza Virgílio

Um dos principais críticos do governo Lula, candidato do PSDB afirma que fará convite oficial no ano que vem, 'quando for prefeito'

LUCIANA NUNES LEAL , ENVIADA ESPECIAL/MANAUS, O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2012 | 03h06

Candidato do PSDB à prefeitura de Manaus, o ex-senador Artur Virgílio Neto comentou ontem com bom humor a visita do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à capital para participar de comício em favor de sua principal adversária, a senadora Vanessa Grazziotin, do PC do B, que está coligado com o PT na disputa municipal. O ato estava previsto para comerçar as 20h.

Questionado se entendia a participação do ex-presidente na campanha de Manaus como uma resposta aos embates que travou como líder do PSDB no Senado durante o governo Lula, Artur Virgílio disse esperar que não seja esta a motivação do petista. "Rancor não faz bem à saúde e eu orei muito pela saúde do ex-presidente Lula. Ele é sempre bem-vindo e, a partir de janeiro, toda vez que ele vier a Manaus será meu convidado oficial, convidado da prefeitura. Inclusive para assistir comigo aos jogos da Copa do Mundo, na tribuna de honra", brincou o tucano, que chegou a chamar Lula "para a porrada" num discurso que fez no Senado.

O comício em Manaus seria o terceiro fora de São Paulo com a presença de Lula, que esteve em Belo Horizonte e Salvador para alavancar as candidaturas dos petistas Patrus Ananias e Nelson Pelegrino. Embora não seja do PT, mas de um partido da base governista, Vanessa tem feito campanha nos moldes dos petistas, de exaltação da ligação com Lula e com a presidente Dilma Rousseff.

Na noite de terça-feira, a caminho de um comício na periferia, Vanessa negou que Lula tenha alguma motivação pessoal para trabalhar pela derrota de Virgílio. "Não é uma questão pessoal do presidente Lula, é um embate político", disse a candidata.

Artur Virgílio perdeu a reeleição de senador para Vanessa, em 2010, mas lembrou que venceu a adversária na capital. "O presidente é estimado em Manaus, mas o povo vai deixar o ex-presidente escolher quem vai resolver o problema da água na zona leste e na zona norte?", disse.

Vanessa conta com a presença de Lula para aumentar as intenções de voto na reta final. Pesquisa Ibope divulgada em meados de agosto apontou o candidato do PSDB na frente, com 29%, dez pontos à frente de Vanessa. Um novo Ibope é esperado para hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.