BRUNO ROCHA/FOTOARENA
BRUNO ROCHA/FOTOARENA

Presidente do PSL diz que denúncia sobre mensagens é justificativa do PT para perder a eleição

Gustavo Bebianno rebate acusação sobre empresas que teriam disseminado mensagens nas redes sociais contra campanha do Haddad

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

19 de outubro de 2018 | 22h27

RIO - O advogado Gustavo Bebianno, presidente do PSL, partido do candidato à Presidência Jair Bolsonaro, afirmou nesta sexta-feira, 19, que a denúncia de que empresários contrataram empresas para o envio em massa no WhatsApp de mensagens com críticas ao candidato petista Fernando Haddad, o que configuraria crime eleitoral, é uma estratégia do PT para justificar e contestar a derrota nas urnas. "É uma historinha contada pelo PT para que ele tenha um gancho para não aceitar o resultado das eleições. O PT já sabe que vai perder as eleições", afirmou.

Bebianno afirmou ainda que o PT se recusou a assinar um compromisso de não-divulgação de fake news proposto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) antes do início da campanha eleitoral. "Em 5 de junho o TSE promoveu um encontro com todos os partidos a fim de que fosse assinado um termo de compromisso contra fake news. Todos os partidos assinaram, à exceção do PT", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.