REUTERS/Adriano Machado
REUTERS/Adriano Machado

Por isolamento, rádio de Porto Alegre fará debate entre candidatos a prefeito em formato 'drive-in'

Acompanhados por um assessor cada, concorrentes ficarão nos veículos, que estarão dispostos lado a lado

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2020 | 12h30

RIO - Em meio à pandemia e suas necessárias regras de isolamento social, a maior emissora de rádio do Rio Grande do Sul vai realizar um modelo de debate inédito - e curioso - entre os candidatos à prefeitura de Porto Alegre. Na próxima segunda-feira, todos os 13 postulantes ao cargo de prefeito da capital gaúcha irão confrontar ideias de dentro de seus carros, no estacionamento do prédio onde fica a Rádio Gaúcha, pertencente ao Grupo RBS.

O formato do "debate drive-in", como está sendo chamado, foi a solução encontrada pela equipe da rádio para evitar a aglomeração de candidatos, assessores e jornalistas em um estúdio fechado, o que iria contra qualquer orientação de combate à transmissão do coronavírus.

"A gente fez vários testes no Zoom, no Teams (aplicativos para videoconferência), no do Google, e era sempre uma confusão: treze candidatos, mais o mediador, alguns abriam, outros a internet caía. E é um debate de rádio, então tivemos que buscar uma alternativa com boa qualidade de áudio", explicou ao Estadão a editora-chefe da Rádio Gaúcha, Andressa Xavier.

"Foi aí que uma pessoa da equipe técnica da rádio me ligou de manhã falando que tinha passado a noite pensando em como resolver, e surgiu a ideia de fazer como se fosse uma transmissão externa, como quando tem equipe na rua ou numa transmissão de futebol."

O debate drive-in funcionará da seguinte forma: cada candidato deverá chegar com seu próprio veículo, acompanhado por apenas um assessor. Eles deverão levar suas próprias garrafinhas d'água para evitar contatos desnecessários, e foram orientados ainda a usar máscaras e álcool gel.

Para Entender

Calendário Estadão

As datas, definições partidárias, candidaturas e a cobertura especial do jornal das campanhas pelo País e nos Estados Unidos

Os veículos ficarão dispostos lado a lado, e por isso somente será permitida a abertura do vidro que fica na porta do carona, onde deverá estar sentado o candidato. Assim, não haverá nenhum tipo de contato com o ocupante do carro ao lado. Também será por essa janela que a equipe técnica da Rádio Gaúcha vai fornecer o equipamento, com microfone e fones de ouvido higienizados.

Apesar de inédito, Andressa considera que o modelo de debate manterá aspectos clássicos desses encontros. "Vai ter qualidade de áudio e olho no olho, porque todos os candidatos vão poder se ver. A gente espera um debate de ideias", pontuou. "Fomos a diferentes bairros de Porto Alegre, gravamos com um monte de gente. Tem uma parte em que o candidato vai escolher um número e vai ouvir a pergunta na voz do próprio morador, que pode ser do extremo sul de Porto Alegre ou da zona norte."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.