Por campanha de Serra, Kassab faz minirreforma

Prefeito de São Paulo realiza mais duas trocas em seu primeiro escalão a fim de que quadros passem a compor equipe do candidato tucano

BRUNO BOGHOSSIAN, ESTADÃO.COM.BR, FELIPE FRAZÃO, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2012 | 03h04

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), prepara mais uma minirreforma no primeiro escalão de seu secretariado para ajudar a campanha de José Serra (PSDB) na sucessão municipal. Kassab reuniu-se ontem com titulares de pastas para avisá-los de que passarão a integrar o núcleo da equipe do tucano. Bebetto Haddad (Esportes), do PMDB, e Antonio Carlos Malufe (Relações Governamentais), do PSD, deixarão os cargos em data a ser definida.

Além deles, o ex-vice-presidente da Companhia Metropolitana de Habitação (Cohab), Ricardo Montoro, que havia deixado o posto para se candidatar a vereador, também vai integrar o staff da campanha serrista.

Malufe e Montoro devem assumir papéis estratégicos no time de Serra. O atual secretário de Relações Governamentais será o responsável pela campanha dos principais candidatos a vereador da coligação - grupo que inclui os atuais parlamentares e potenciais puxadores de voto. Já Montoro, a convite de Serra, trabalhará com o coordenador da equipe, Edson Aparecido.

A função de Bebetto na campanha ainda não foi definida. A entrada do peemedebista na campanha de Serra deve evidenciar divergências internas no PMDB e constranger o candidato da sigla, Gabriel Chalita, que faz críticas à gestão Serra/Kassab.

Ex-presidente do PMDB paulistano e ligado ao ex-governador Orestes Quércia, Bebetto tornou-se um desafeto dentro do partido após a chegada de Chalita. Ele deixou o comando do diretório municipal, mas se negou a abandonar a gestão Kassab - como o partido exigia, para dar liberdade a Chalita para atacar a gestão do prefeito.

Bebetto resistiu a pressões do vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), e chegou a sofrer retaliação da nova direção da legenda em acordos políticos firmados por seu grupo. Diz estar "sem ambiente" no partido e estudar propostas para se filiar ao PSD ou outra sigla.

O ex-deputado Walter Feldman (PSDB) é cotado para assumir a Secretaria de Esportes em seu lugar. Ele já comandou a pasta e foi enviado por Kassab a Londres para acompanhar, em 2011, a preparação da cidade inglesa para os Jogos Olímpicos. Feldman enfrenta resistências dentro do PSDB por ter apoiado a reeleição do atual prefeito, em 2008, contra Geraldo Alckmin.

Outras reformas. Quando se concretizar, esta será a terceira troca conjunta de comando nas secretarias, com fins eleitorais. Outras duas ocorreram em abril e junho, por causa dos prazos de desincompatibilização exigidos pela Justiça Eleitoral - para candidatos a vereador e a vice-prefeito.

Kassab já havia exonerado o escolhido para a vice de Serra, Alexandre Schneider (Educação), a atual vice, Alda Marco Antonio (Assistência Social), Miguel Bucalem (Desenvolvimento Urbano) e Marcos Cintra (Desenvolvimento Econômico e Trabalho) - todos do PSD -, Eduardo Jorge (Verde e Meio Ambiente) e Marcos Belizário (Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida) - ambos do PV.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.