Filipe Araújo/Estadão
Filipe Araújo/Estadão

Polícia Federal registrou 728 casos de infrações eleitorais no primeiro turno

Além das conduções, a PF ainda registrou 220 termos circunstanciados relacionados a crimes eleitorais e instaurou 51 inquéritos policiais

Fabio Serapião, O Estado de S.Paulo

07 Outubro 2018 | 21h29
Atualizado 08 Outubro 2018 | 18h49

Neste domingo, 7, primeiro turno das eleições 2018, 728 pessoas foram presas ou conduzidas a uma delegacia de polícia por prática de crimes eleitorais. Os números foram divulgados pela Operação Eleições 2018, que é coordenada pelo Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN) da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). 

O balanço final divulgado pelo Ministério da Segurança Público mostra ainda que foram registrados 14 crimes contra candidatos, 29 crimes comuns em locais de votação e 532 incidentes de segurança pública no entorno dos locais de votação.

No total, segundo o CICCN, foram registradas ao longo do dia 1.847 ocorrências eleitorais e outros 737 procedimentos de polícia judiciária. Nas apreensões realizadas ao longo do dia nessas ocorrências, as autoridades amealharam 260.648 materiais de campanha, R$ 306 mil e outros US$ 90,6 mil. 




 

Mais conteúdo sobre:
eleições 2018

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.