Polêmicas na agenda

Aldo Rebelo assume o cargo após ter presidido uma CPI que investigou a Confederação Brasileira de Futebol. A CPI ocorreu entre 2000 e 2001 e um dos investigados foi o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, com quem Aldo vai agora negociar questões referentes à Copa.

O Estado de S.Paulo

28 de outubro de 2011 | 03h05

Aos 55 anos, filiado ao PC do B desde 1985, cumpria o seu 6.º mandato. Na Era Lula, integrou o primeiro escalão como ministro da Coordenação Política (pasta rebatizada de Secretaria das Relações Institucionais). Após deixar o cargo, foi escolhido para assumir a presidência da Câmara.

Nos últimos anos, comprou briga com os ambientalistas ao relatar o novo Código Florestal brasileiro e defender a anistia a pequenos proprietários que haviam desmatado áreas de mata nativa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.