PM tem direito a greve e merece aumento, diz texto

A greve de policiais militares na Bahia mereceu um parágrafo na preliminar da resolução petista. Apesar de defender o governador Jaques Wagner (PT), o partido defendeu aumento para os PMs. "A reação firme e necessária, buscando evitar que prossiga e se consume violência, não significa desconhecer a necessidade de continuar elevando o salário real dos trabalhadores da segurança pública."

O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2012 | 03h09

Questionado sobre a proposta de unificação do piso de policiais e bombeiros, o presidente do PT, Rui Falcão, evitou polêmica. "O ritmo de votação é da alçada da Câmara, mas nós defendemos o direito de greve." / A.J.V. e V.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.