PM adia folgas e reforça contingente

A Polícia Militar monitora os locais onde manifestações estão sendo marcadas e o policiamento será reforçado, com adiamento de folgas. Como de costume, policiais estarão à paisana para filmar os protestos.

Heloisa Aruth Sturm, Marcelo Gomes, O Estado de S.Paulo

11 de julho de 2013 | 02h02

Ao contrário do protesto do dia 30 no Maracanã, desta vez a PM não chamou representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, da Defensoria Pública e do Ministério Público para fiscalizar a ação. Mesmo assim, promotores vão acompanhar in loco as manifestações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.