Planalto veta acesso a evento com ONGs

Na esteira dos sucessivos escândalos envolvendo ministros do governo, assessores e convênios firmados com organizações não governamentais (ONGs), o governo federal decidiu ontem, em cima da hora, impedir o acesso da imprensa ao seminário internacional "Marco regulatório das Organizações da Sociedade Civil", que ocorre dentro do próprio Palácio do Planalto.

RAFAEL MORAES MOURA/ BRASÍLIA , O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2011 | 03h06

A programação do seminário previa na noite de ontem a abertura, com realização de coquetel e discurso do ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral). Alertado de que representantes de ONGs criticariam o governo pela falta de fiscalização e casos de corrupção envolvendo o setor, o Planalto resolveu tornar secreta a discussão.

A Secretaria-Geral da Presidência, que promove o evento, não informou o motivo de o seminário passar a ser fechado. Segundo a secretaria, os painéis da programação serão abertos à imprensa hoje e amanhã.

O próprio governo divulgou o evento à imprensa, afirmando que "marca o início das atividades do grupo de trabalho criado pela presidente Dilma Rousseff para elaborar uma proposta de nova legislação voltada para consolidar e disciplinar as iniciativas de cooperação entre Estado e a sociedade civil".

O seminário deve contar a participação de 90 pessoas, a um custo de R$ 60 mil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.