Planalto tem evitado debate

A presidente Dilma Rousseff tem se mantido distante do debate sobre o marco regulatório da comunicação tão propalado pelos petistas. Em novembro do ano passado, o partido fez um seminário para discutir o assunto, do qual nem ela nem o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, participaram. Na ocasião, a sigla defendeu - sem respaldo do Planalto - medidas como a criação de uma agência reguladora para o setor e a criação de cotas para programação regional e independente nas redes de televisão.

O Estado de S.Paulo

05 de maio de 2012 | 03h04

Paulo Bernardo chegou a ter seu nome confirmado para a mesa de abertura do evento. Ele, no entanto, aparentemente julgou prudente não comparecer. A justificativa oficial foi de que teria outro compromisso. Mas, segundo os organizadores, o ministro avaliava que o debate deveria marcar a posição do PT, e não da gestão Dilma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.