Planalto cria mesa de negociação com movimentos

Bastidores: Roldão Arruda

O Estado de S.Paulo

25 de fevereiro de 2012 | 03h05

O governo federal está atento à movimentação dos grupos que defendem a construção de mais moradias populares. O ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, deve oficializar nos próximos dias a criação de uma mesa permanente de negociações com representantes desses movimentos. Ela já opera de maneira informal, mas o governo entende que pode se tornar mais eficiente se for oficializada.

Uma das maiores dificuldades do governo nas negociações nessa área é a enorme quantidade de organizações e de tendências políticas envolvidas. Parte do movimento está ligado às pastorais sociais da Igreja Católica. Acredita-se que elas atuam em quase todo o País. Uma outra parte vincula-se a partidos localizados mais à esquerda no espectro político, entre eles o PSOL, o PSTU e o PT. Por outro lado, quase todas as centrais também contam com braços nessa área.

No ano passado, para demonstrar a disposição do governo para o diálogo, Carvalho participou do encontro nacional que os movimentos por moradia realizaram em Minas Gerais. De maneira geral ele procura seguir a principal recomendação que ouviu da presidente Dilma Rousseff quando lhe transferiu a responsabilidade de garantir o diálogo social de seu governo. Segundo Dilma, ele deveria deixar sempre abertas as portas do Palácio do Planalto.

Quase não se ouvem queixas sobre a falta de diálogo. As reclamações que envolvem a área de atuação de Carvalho se referem sobretudo à falta de decisões, causada principalmente por conflitos de interesses entre o governo e os sindicatos e movimentos sociais. Este ano, será particularmente difícil para o ministro: a proximidade das eleições parece animar cada vez mais os diferentes grupos a pôr os seus blocos na rua.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.