Placas de Marina com Alckmin são retiradas antes de evento em São Bernardo

Placas de Marina com Alckmin são retiradas antes de evento em São Bernardo

Ex-ministra faz ato nesta sexta em berço político do ex-presidente Lula; ela tem se recusado a aparecer ao lado do governador

Carla Araújo, Isadora Peron e Helvio Romero, O Estado de S. Paulo

19 de setembro de 2014 | 11h20

São Bernardo - Placas que mostravam a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, ao lado do governador de São Paulo e candidato à reeleição, Geraldo Alckmin (PSDB), foram retiradas antes de a presidenciável chegar ao ato de campanha na Praça da Igreja Matriz, em São Bernardo do Campo, nesta sexta-feira, 19.

As placas com o governador e com a candidata estampavam também a foto do candidato a deputado federal Alex Manente (PPS). Algumas placas de Manente ainda traziam o nome do ex-candidato à Presidência Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo em agosto.

Marina tem se recusado a fazer atos de campanha ao lado de Alckmin. Desde o começo da campanha, quando ainda era vice de Campos, a ex-ministra foi contra a aliança com os tucanos em São Paulo. O vice na chapa de Alckmin é o deputado Márcio França, presidente do PSB paulista e tesoureiro da campanha nacional do partido.

Na praça há também uma placa da candidata petista à reeleição, Dilma Rousseff (PT). Até o momento, a imagem de Dilma não foi retirada.

O ato de Marina nesta sexta em São Bernardo acontece 17 dias depois uma caminhada e comício que Dilma fez ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A cidade é berço político do ex-presidente e, no dia do comício de Dilma, ele lembrou a importância do local em todas as suas campanhas.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesMarina SilvaGeraldo Alckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.